Com Nobre, Palmeiras teve mais que o dobro de sucesso contra Corinthians comparado a Galiotte

Verdão sofreu sua oitava derrota contra o arquirrival na atual gestão

Marcel Thomé
Colaborador do Torcedores.com

Crédito: Arte: Matheus Martins Fontes/Torcedores.com

A melhor atuação, com várias chances criadas no segundo tempo, não adiantou para o Palmeiras na última quarta-feira (22). O clube foi novamente derrotado pelo Corinthians, por 1 a 0, o oitavo revés contra o arquirrival sob o comando do presidente Maurício Galiotte em 12 partidas.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Desta forma, o atual mandatário do Verdão tem apenas 22,2% de aproveitamento contra o principal rival entre os anos 2017 e 2020. Os números são muito inferiores se comparados ao da gestão anterior de Paulo Nobre, presidente alviverde entre 2013 e 2016, que enfrentou o Corinthians em 11 oportunidades no período e venceu quatro, empatou cinco e perdeu apenas duas vezes, com 51,5% de aproveitamento.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Sob o comando de Galiotte, além das oito derrotas, o Palmeiras venceu dois Dérbis e empatou outros dois.

Vale lembrar que Paulo Nobre assumiu o clube na Série B do Brasileirão em 2013, com as contas péssimas, e mesmo assim conseguiu bons números diante do maior rival, enquanto Galiotte recebeu o comando alviverde com as contas equilibradas e com um elenco já milionário.

Próximo desafio do Verdão

Depois da derrota no Dérbi, o Palmeiras, já classificado para as quartas de final do Paulistão, enfrenta o Água Santa, no Allianz Parque, neste domingo, às 16h (de Brasília), na última rodada da primeira fase da competição estadual.

O time comandado por Vanderlei Luxemburgo é o segundo colocado do Grupo B, com 19 pontos, um a menos que o líder Santo André, também classificado.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

LEIA MAIS: