Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Tóquio 2020: qual o prejuízo com o adiamento da Olimpíada?

Mudança da data dos Jogos Olímpicos deve ocasionar grande prejuízo financeiro para o Japão

Rafael Vieira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Tóquio 2020

No mês de Março, o COI decidiu alterar a Olimpíadas de Tóquio 2020 para 2021. Desde então, o Japão vem se preparando para o enorme prejuízo financeiro que a mudança deve causar. Além disso, vale lembrar que a economia do Japão, assim como o mundo todo, também foi muito impactada pela pandemia do Coronavírus.

De qualquer forma, no fim de 2019, antes do Coronavírus, os organizadores do evento haviam divulgado que o custo total das Olimpíadas de Tóquio 2020 deveria ser acima de um trilhão de ienes (cerca de 11,5 bilhões de euros). Essa “conta” seria dividida entre a cidade de Tóquio (597 bilhões de ienes), o Comitê Organizador local (603 bilhões de ienes) e o estado central (150 bilhões de ienes).

Com a mudança de data, os organizadores de Tóquio 202o terão que renegociar vários contratos. Por exemplo, o tradicional Budokkan, onde o judô está previsto para fazer suas disputas, está alugado no ano que vem para um evento. Além disso, um outro “problema” será a Vila dos Atletas, já que muitas das instalações construídas para abrigar os esportistas no período dos Jogos já estavam sendo negociadas. Dessa forma, cerca de 1/4 dos mais de 5 mil já foram vendidos.

Isso tudo sem mencionar que o Japão receberá bem menos que os 600 mil turistas previstos. Portanto, somando todos esses problemas, o Japão espera ter um prejuízo de R$ 13 bilhões com o adiantamento da Olimpíada para 2021.

LEIA MAIS:

Enquete: qual é o jogo mais interessante da primeira rodada do Brasileirão?

Serie A: Juventus pode ser campeã antecipada? Veja cenários

5 provocações inesquecíveis de Grêmio e Inter