Promessa do Corinthians, Roni dedica gol em estreia a irmão que faleceu na várzea: “Estou muito feliz”

Jogador de 21 anos fez sua primeira partida com a camisa do Corinthians e marcou o segundo gol na vitória contra o Bahia. Veja a forte e emocionante história do meia!

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Agência Corinthians

O Corinthians contou com as estreias de dois jovens da categorias de base para vencer o Bahia nesta quarta-feira (16). Dupla de volantes titular de Dyego Coelho na Neo Química Arena, Xavier e Roni foram destaques na vitória pela 11ª rodada do Brasileiro. O segundo, inclusive, fez um gol importante no resultado positivo da equipe alvinegra.

Roni acabou sendo elogiado pela torcida do Corinthians durante o primeiro tempo. No intervalo, o jovem volante acabou revelando uma história emocionante da vida pessoal e comemorou a oportunidade de poder estrear como profissional no clube na Neo Química Arena.

“É um gol muito especial. Estou no clube há mais de 16 anos. O sonho sempre foi chegar no profissional e fazer um gol. É muito especial, trabalhei muito. Só eu e minha família sabemos o que a gente passou. É muito trabalho”, disse em entrevista ao canal Premiere.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Na sequência, Roni dedicou a noite histórica para o seu irmão, que era conhecido como Tupã. O jovem era atleta do rival Palmeiras e, aos 19 anos, teve de desistir da sonhada carreira por causa de problemas cardíacos. Aos 32 anos de idade, ele faleceu durante partida no futebol de várzea.

“Trabalhei muito para isso. Só eu e minha família sabemos o que passamos e queria dedicar esse gol ao meu irmão, que já faleceu. Eu sempre falei para ele que um dia eu ia me tornar profissional e ajudar meu pai e minha mãe, que era o sonho dele, poder dar uma casa, ajudar meus pais”

 

LEIA MAIS:

Coelho agradece grupo por respaldo aos jovens da base e fala sobre ser efetivado como treinador

Neto afirma que Dunga é o nome preferido do Corinthians: “Eu contrataria”

Comentarista de arbitragem da Globo sofre racismo por causa de lance contra o Corinthians