Brasileirão: Time da Série C dispensa atacante por “ameaça de morte” a companheiro

Treinador do Ferroviário revelou o problema no elenco cearense

Marcel Thomé
Colaborador do Torcedores.com

O Ferroviário, clube que disputa a Série C do Brasileirão nesta temporada, anunciou a dispensa do atacante Wesley na última semana. De acordo com o treinador Marcelo Vilar, a saída foi por causa de uma séria ameaça de morte a um companheiro de equipe feita pelo jogador de 24 anos.

O Wesley aconteceu um problema muito sério com ele (e) com outro atleta. Ele ameaçou até de morte o outro atleta. Então não podia continuar um jogador com uma situação dessa dentro do elenco”, disse Vilar em entrevista coletiva.

Vilar foi quem pediu a contratação de Wesley apesar do histórico de confusões do atacante, que tem passagem ainda pelo Fortaleza.

Foi um garoto que eu pedi a contratação, dei todo o apoio a ale. Nós sabíamos dos problemas que ele tinha extracampo. Não esperava que isso acontecesse, mas a partir do momento que aconteceu, fica difícil para qualquer comandante, qualquer diretoria dentro de um elenco de 36 jogadores manter um jogador que ameaça de morte o outro”, completou o treinador.

Jogador se defende nas redes sociais

Depois de ser dispensado do Ferroviário, Wesley disparou nas redes sociais contra o treinador Marcelo Vilar. Segundo ele, o motivo revelado pelo comandante é uma calúnia.

O Marcelo Vilar deu uma entrevista à imprensa a respeito da minha saída e eu me choquei com o motivo calunioso usado. Então em resposta eu afirmo que a justiça será acionada por calúnia e difamação. Ele usou termos criminosos, e eu não sou criminoso, sou trabalhador. Desentendimento de clube jamais deve ser tratado nesse grau”, escreveu o jogador.

No total, Wesley disputou dez patidas pelo Ferroviário e marcou dois gols.

LEIA MAIS: