Dustin Poirier fala de ‘superpoder’ para luta contra Conor McGregor

Americano reflete sobre as mudanças na carreira desde a derrota na primeira luta para o irlandês em 2014

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Twitter Oficial UFC

Pouco maia de seis anos depois, Dustin Poirier terá a chance de devolver a derrota imposta por Conor McGregor na primeira luta entre ambos, realizada em 2014. O americano crê na experiência aprendida com o passar dos anos para fazer uma boa luta.

Na coletiva do UFC 257, em que terá sua revanche contra o irlandês neste sábado (23), o ‘Diamond’ afirmou que o tempo entre ambas as lutas lhe deu um ‘superpoder’ para encarar o principal astro do UFC: não se importar com a desconfiança de que possa bater o ‘Notorious’.

“Não estou nem aí para o que pensam. Já estive assim e agora não mais, Este é meu superpoder, o de não dar a mínima. É isso. Lutamos há seis anos e você tem que evoluir para estar no topo desta de divisão e da companhia por tanto tempo”, afirmou Poirier.

O primeiro confronto entre ambos aconteceu na categoria dos penas (até 66kg). Desde então, ambos tiveram momentos de altos e baixos na carreira até o reencontro, agora na categoria dos leves (até 70kg). Por causa de todas lutas que teve que enfrentar e da desconfiança, Poirier admitiu que tal atitude o ajudou a manter o foco em busca do topi da divisão.

“Sempre ficou com um pé atrás nos dias das lutas. Sempre tento provar alguma coisa, todo o trabalho que tive e tenho que mostrar, ajudar minha família a melhorar de vida. E essa luta não será diferente. Eu sei o que significa uma vitória sobre o Conor e sei que, se eu vencei, irei lutar pelo cinturão e estarei aqui para isso”, afirmou.