Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Botafogo procura empresário por Jonathan, mas alto salário é empecilho para acerto

Jonathan está livre no mercado desde que deixou o Athlético Paranaense no começo de 2021

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Divulgação /Athletico Paranaense

O Botafogo procurou o empresário Francis Mello nos últimos dias e fez uma consulta sobre a situação do lateral-direito Jonathan, livre no mercado após não renovar seu contrato com o Athletico Paranaense para a temporada de 2021. O Torcedores.com apurou que o interesse esbarra no alto salário do defensor.

Segundo ouviu a reportagem, o Botafogo vê com ânimo a possibilidade de viabilizar o negócio. No entanto, o jogador terá que ceder no aspecto financeiro. O valor do salário de Jonathan no Athletico Paranaense, só para exemplificar, era de R$ 180 mil.

O Botafogo, por sua vez, não abre mão de seguir fielmente com o planejamento para não estourar o teto salarial. A política alvinegra aponta para um valor máximo salarial de R$ 280 mil. A faixa é ocupada, atualmente, pelo goleiro Gatito Fernández.

Os valores atuais são considerados caros pelo Botafogo. Além disso, existem outros complicadores que impedem a formalização de uma oferta. A diretoria sinaliza com um contrato até dezembro deste ano. Jonathan, por sua vez, quer um vínculo até o fim de 2022.

Apesar de o técnico Marcelo Chamusca ter aprovado a contratação do atleta para dar mais experiência ao elenco, a forma física de Jonathan preocupa a comissão técnica alvinegra. Afinal, Jonathan acumulou lesões musculares na última temporada.

A carreira de Jonathan

Revelado pelo Cruzeiro, Jonathan Cícero Moreira surgiu para o futebol na geração que revelou o zagueiro Luisão. Em sete temporadas com a camisa celeste, o lateral-direito conquistou três vezes o Campeonato Mineiro: 2006, 2008 e 2009.

Após deixar o clube mineiro, Jonathan teve breve passagem pelo Santos quando venceu a Copa Libertadores da América de 2011. No mesmo ano, foi contratado pela Internazionale para o lugar do brasileiro Maicon, que no ano seguinte foi vendido para o Manchester City.

Jonathan disputou 83 partidas e marcou seis gols com a camisa Nerazzurri. Nesse ínterim, o defensor acumulou boas atuações. Por isso, chegou a ter o nome cogitado para defender a seleção italiana. No entanto, rechaçou a possibilidade devido ao desejo de jogar pelo Brasil.

No retorno ao futebol brasileiro, Jonathan atuou pelo Fluminense de 2015 a 2016. Ao todo, disputou 27 partidas oficiais pelo clube. Mas teve uma passagem marcada por diversas lesões musculares durante o período que atuou pelo Tricolor das Laranjeiras.

Antes de ficar livre no mercado, o lateral-direito defendeu o Athletico Paranaense de 2017 a 2021. Nesse período, ele disputou 127 partidas e fez quatro gols. Além disso, marcou seu nome na história do clube conquistando a Copa Sul-Americana de 2018, a Copa do Brasil de 2017 e o Campeonato Paranaense de 2020. 

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

LEIA MAIS:

Botafogo abre conversas para contratar meia-atacante do Bahia, diz site 

Xodó de Roberto Mancini, ex-lateral da Internazionale está sem time e foi oferecido ao Botafogo 

Canal: Com salário dentro da ‘realidade financeira’, Ricardinho rescinde com o Ceará e será novo reforço do Botafogo