Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Xodó de Roberto Mancini, ex-lateral da Internazionale está sem time e foi oferecido ao Botafogo

Jonathan está livre no mercado desde que deixou o Athletico Paranaense

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/ Internazionale

Com passagem destacada pela Internazionale, onde atuou por quatro temporadas, o lateral-direito Jonathan ficou conhecido como o ‘queridinho’ do então técnico Roberto Mancini durante sua passagem pelo futebol italiano. Anos se passaram e o antigo xodó do treinador está sem clube. De acordo com o site “Fogãonet”, ele foi oferecido ao Botafogo.

O Torcedores.com apurou que Jonathan está treinando sozinho em Belo Horizonte, Minas Gerais, para aprimorar a forma física. O defensor de 36 anos ficou livre no mercado após não renovar seu contrato com o Athletico Paranaense. A diretoria alvinegra avalia a possibilidade de ficar com o jogador em 2021.

Entretanto, o diretor executivo de futebol do Botafogo, Eduardo Freeland, está ainda analisando a possibilidade de fazer uma oferta. A princípio, os valores para contratar Jonathan estão fora da realidade financeira do clube. Para vestir a camisa alvinegra nesta temporada, ele terá de aceitar um valor abaixo dos R$ 180 mil que ganhava mensalmente no Furacão.

Em General Severiano existe a preocupação de não repetirem uma frustrante contratação como a de Keisuke Honda e Salomon Kalou. Os jogadores chegaram como astros e não corresponderam às expectativas. Segundo fontes ligadas ao departamento de futebol alvinegro, Jonathan é tratado com o mesmo peso devido a sua rodagem internacional.

Jonathan é representado por Francis Mello, que negociou com sucesso a ida de Lúcio Flávio para integrar a comissão técnica do Botafogo no ano passado, sinal de que o bom relacionamento entre as partes pode influenciar. Além disso, o agente é conhecido no mercado brasileiro por ser o empresário do atacante Fred, do Fluminense.

A carreira de Jonathan

Revelado pelo Cruzeiro, Jonathan Cícero Moreira surgiu para o futebol na geração que revelou o zagueiro Luisão. Em sete temporadas com a camisa celeste, o lateral-direito conquistou três vezes o Campeonato Mineiro: 2006, 2008 e 2009.

Após deixar o clube mineiro, Jonathan teve breve passagem pelo Santos quando venceu a Copa Libertadores da América de 2011. No mesmo ano, foi contratado pela Internazionale para o lugar do também brasileiro Maicon, que no ano seguinte foi vendido para o Manchester City.

Jonathan disputou 83 partidas e marcou seis gols com a camisa Nerazzurri. Nesse ínterim, o defensor acumulou boas atuações. Por isso, chegou a ter o nome cogitado para defender a seleção italiana. No entanto, rechaçou a possibilidade devido ao desejo de jogar pelo Brasil.

No retorno ao futebol brasileiro, Jonathan atuou pelo Fluminense de 2015 a 2016. Ao todo, disputou 27 partidas oficiais pelo clube. Mas teve uma passagem marcada por diversas lesões musculares durante o período que atuou pelo Tricolor das Laranjeiras.

Antes de ficar livre no mercado, o lateral-direito defendeu o Athletico Paranaense de 2017 a 2021. Nesse período, ele disputou 127 partidas e fez quatro gols. Além disso, marcou seu nome na história do clube conquistando a Copa Sul-Americana de 2018, a Copa do Brasil de 2017 e o Campeonato Paranaense de 2020.

LEIA MAIS: 

Valorizado no mercado após empréstimo, Athletico Paranaense ‘blinda’ lateral até 2023 

Canal: Com salário dentro da ‘realidade financeira’, Ricardinho rescinde com o Ceará e será novo reforço do Botafogo 

Ex-volante do Corinthians é oferecido ao Botafogo, mas não empolga diretoria alvinegra; saiba os detalhes!