Flamengo vence Real Estelí e conquista Champions League das Américas

Flamengo faz história ao calar ginásio com cinco mil torcedores contra para conquistar a Champions League de basquete e garantir vaga ao intercontinental

Fabrício Carvalho
Colaborador desde 2015 com matérias e artigos nas editorias Games (E-sports), Esportes Americanos, Automobilismo e Futebol.

Crédito: Gaspar Nóbrega/BCLA

O Flamengo conquistou na madrugada desta quarta-feira (14) a Champions League das Américas contra o Real Estelí por 84 a 80, em jogo disputado com presença de cinco mil torcedores.

Este confronto foi a decisão do torneio de basquete mais importante do continente. Por ter se consagrado campeão, o Flamengo garantiu vaga ao Mundial Interclubes da FIBA, retornando à competição sete anos depois.

O confronto foi realizado em Manágua, na Nicarágua, local onde foi realizada a fase final da Champions League com presença de torcida liberada em todos os jogos. O Real Estelí era o time da casa e contou com apoio total dos torcedores que foram ativos durante a partida inteira.

Houve bastante equilíbrio nos momentos iniciais, mas a equipe anfitriã abriu vantagem de 21 a 13 no primeiro quarto, muito por conta da atuação de De Jesus (14 pontos no jogo). Hettsheimeir foi o responsável por evitar que a desvantagem ficasse grande no intervalo ao acertar bolas de três na sequência, deixando o placar em 25 a 24. para o Real.

No segundo quarto, o Flamengo conseguiu assumir a liderança com mais de uma posse em cesta espetacular de Marquinhos, deixando em 32 a 27, desestabilizando os nicaraguenses. A vantagem chegou a ficar em 39 a 30, e o time voltou a pontuar apenas com De Jesus sofrendo falta e convertendo. No intervalo, o placar ficou em 44 a 37.

Considerando início do terceiro quarto, tudo indicava que o rubro-negro conquistaria o título tranquilamente. Com Marquinhos e Jhonatan bastante inspirados, a vantagem subiu para 60 a 46 na metade do período. Aos poucos, o Real Estelí foi diminuindo a desvantagem com Franklin e Balkman sendo destaques, deixando o placar em 67 a 60 a favor do Flamengo.

No último quarto, o time nicaraguense reassumiu o protagonismo do jogo. Aproveitando-se dos erros adversários, o Real Estelí precisou de apenas dois minutos para deixar o jogo em uma posse (68-67). O Flamengo reagiu e Yago acertou uma bola de três importantíssima. Os adversários seguiram pressionando e, com quatro minutos para o fim, Mojica acertou o arremesso que deu aos nicaraguenses a liderança no placar.

Depois de um técnico técnico, o Flamengo voltou a produzir mais e Yago foi fundamental para a reorganização da equipe, com o jogo ficando em 79 a 76 restando menos de um minuto. Restando 21 segundos, Yago converteu dois lances livres após sofrer falta (81-76) e encaminhou a vitória. De Jesus tentou armar uma nova reação para o Real Estelí , mas já era tarde demais. O placar foi fechado em 84 a 80 para o Mengão, campeão continental.

Jezreel De Jesus foi o cestinha do jogo com 23 pontos, mas Rafael Hettsheimer conquistou o troféu de MVP da final com 21 pontos marcados. Yago (16), Marqiuinhos (15) e Luke Martinez (12) também superaram a barreira dos dez pontos.

Outros brasileiros:

Em outro jogo envolvendo brasileiros, o São Paulo venceu o Minas por 75 a 58 e conquistou a medalha de bronze do torneio. O Franca, brasileiro com a pior campanha, foi eliminado nas quartas de final justamente pelo Real Estelí.

LEIA MAIS:

Proposta por colombiano, BH rebate Felipe Melo e mais: as notícias do Flamengo nesta terça (13)

Libertadores 2021 define mais um classificado para a fase de grupos

Mercado da Bola 2021: veja as principais transferências no futebol brasileiro nesta terça (13)

Contrato de risco: Vasco se protege e vínculo de Rômulo será de produtividade