Como foram os brasileiros na temporada regular da NBA?

A temporada regular da NBA terminou neste domingo e contou com a presença de vários brasileiros. Antes da emoção dos playoffs, vamos conferir como foram eles?

Fernando Alves
Colaborador do Torcedores

Crédito: Raul Neto, o Raulzinho, teve sua maior temporada na NBA. Foto: divulgação / Washington Wizards

Foi finalizada neste domingo a temporada regular da NBA, com a definição dos classificados diretamente aos playoffs e também aqueles que farão os confrontos do temido play-in. E ao longo da temporada tivemos cinco brasileiros entrando nas quadras.

A presença de jogadores brasileiros na NBA não é novidade. Rolando Ferreira e Pipoca representaram o país na maior liga do mundo em 1988 e 1992, respectivamente. Mas foi nos anos 2000 que os brasileiros passaram a participar em maior quantidade.

E além daqueles que ajudaram fazendo cestas, dando assistências e pegando rebotes, a temporada 2020/2021 marcou uma novidade: a estreia dos brasileiros também fora das quadras: Leandro Barbosa, o Leandrinho, encerrou a carreira como jogador para auxiliar o treinador Steve Kerr na preparação mental dos jogadores do Golden State Warriors. E Tiago Splitter, outro que também atuou como jogador na liga, assumiu o cargo de assistente para desenvolvimento de atletas do Brooklyn Nets.

Além das funções nas comissões técnicas, tivemos atuando dentro de quadra os brasileiros “Didi” Louzada, Raulzinho, Cristiano Felício, Bruno Caboclo e o longevo Anderson Varejão. Vamos passar por cada um deles?

 

Marcos “Didi” Louzada

3 jogos | 2,7 pontos, 1,0 rebote, 1,0 assistência por jogo.

Didi é o mais recente brasileiro a estrear em jogos oficiais pela NBA. Ele foi draftado ainda em 2019 pelo Atlanta Hawks, sendo negociado em seguida com o New Orleans Pelicans. Apesar de ter participado das ligas de verão da NBA no mesmo ano, ele não foi aproveitado e acabou emprestado ao Sydney Kings, da Austrália.

Dois anos depois, em abril de 2021, Didi assinou o retorno aos Pelicans. A intenção da equipe de New Orleans é contar com o brasileiro para a temporada 2021/22, mas promoveu sua estreia nas últimas três partidas da atual temporada.

Com a equipe já eliminada, Didi foi bem aproveitado já nesses jogos, com 18,7 minutos em quadra por jogo. A promessa é de ainda mais minutos em quadra na próxima temporada.

 

Raul Neto, o Raulzinho

64 jogos | 8,7 pontos, 2,4 rebotes, 2,3 assistências por jogo.

Raulzinho foi o grande destaque entre os brasileiros na temporada regular da NBA. Ele está em sua 6ª temporada na liga e foi na temporada 2020/21 que ele atingiu seu maior desempenho até o momento.

O armador chegou à NBA em 2016 e atuou por 4 temporadas no Utah Jazz, passando depois pelo Philadelphia 76ers e na última temporada chegando ao Washington Wizards.

Na atual temporada, Raulzinho teve seu maior aproveitamento da carreira em pontos e também o maior tempo de quadra, com 21,9 minutos por jogo, chegando a iniciar algumas partidas como titular quando a equipe não pôde contar com Russel Westbrook.

E ele ainda terá mais algumas oportunidades para mostrar serviço. O Wizards está na disputa do play-in e disputará com o Boston Celtics a chance de entrar no top 8 da conferência.

 

Cristiano Felício

18 jogos | 1,3 pontos, 1,4 rebotes, 0,5 assistências por jogo.

Assim como Raulzinho, Felício também está em seu 6ª ano na NBA. Porém sua temporada não teve o mesmo sucesso da do armador do Wizards.

Cristiano chegou ao Chicago Bulls em 2015 e segue na mesma equipe até hoje. Seu auge foi na temporada 2017/18, quando iniciou 16 partidas como titular e teve uma média de 5,6 pontos por partida, porém a temporada atual foi a primeira em que o brasileiro teve menos do que 10 minutos em quadra por jogo.

Mas apesar da baixa média de pontos, Felício se destacou nas assistências, batendo com sobras sua maior média de assistências a cada 36 minutos de jogo.

Com o Bulls já eliminado, fica a expectativa se teremos a presença do pivô na próxima temporada.

 

Bruno Caboclo

6 jogos | 2,8 pontos, 2,3 rebotes, 0,2 assistências por jogo.

Caboclo deixou a NBA em março de 2021, assinando com o basquete francês e encerrando uma trajetória de 7 temporadas no maior basquete do mundo.

Apesar de as temporadas 18/19 e 19/20 terem marcado uma maior presença do brasileiro em quadra, fazendo pelo menos 30 jogos em ambas, na atual temporada ele foi pouco aproveitado pelo Houston Rockets, sua última equipe.

Antes da equipe do Texas, ele passou por Toronto Raptors, Sacramento Kings e Memphis Grizzlies.

 

Anderson Varejão

5 jogos | 2,6 pontos, 4,0 rebotes, 0,6 assistências por jogo

O veterano de 38 anos foi um dos grandes brasileiros da história da NBA. Foram nada menos que 13 temporadas jogando a maior liga de basquete do mundo, sendo 12 vestindo a camisa do Cleveland Cavaliers.

O brasileiro foi titular em várias campanhas pela equipe de Ohio e contribuiu com a equipe de LeBron James para o título da temporada 2015/16.

Após encerrar sua passagem pela NBA pelo Golden State Warriors em 2017, ele voltou ao Brasil para atuar pelo Flamengo e em maio de 2021 assinou um contrato de 10 dias com o já eliminado Cavaliers para fazer suas últimas partidas pela liga, uma espécie de homenagem pelos serviços prestados aos Cavs.

 

LEIA MAIS

Lebron x Curry: duelo de gigantes no play-in da NBA

A incrível evolução de Julius Randle na temporada de 2021