Denilson avalia risco de Ceni ser demitido pelo Flamengo e aponta possível substituto: “Pode esperar um pouco”

Treinador vem tendo que lidar com pressão pelo desempenho do Flamengo em campo

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Mesmo com a vaga antecipada do Flamengo no mata-mata da Libertadores, Rogério Ceni não escapou de ser criticado após o jogo contra a LDU. No duelo, o técnico apostou em um esquema com três zagueiros, colocando nomes como Arrascaeta, Bruno Henrique e Isla no banco de reservas. No entanto, por conta da expulsão de Willian Arão, todo o sistema acabou sofrendo as consequências, com o adversário marcando duas vezes.

Dessa forma, apesar do empate por 2 a 2 ter classificado o Rubro-Negro, Denilson acredita que Rogério Ceni está na “berlinda”. Agora, a decisão do Carioca ganhou ainda mais importância, já que um novo resultado negativo pode tornar a situação do comandante insustentável, fazendo com que Renato Gaúcho, alvo do Corinthians, possa ser cogitado para assumir o lugar.

“Picharam o muro, pressão para o Rogério Ceni… Um dos melhores treinadores (do Brasil) está desempregado, que é o Renato Gaúcho. E agora ele corre perigo de demissão do Rogério Ceni se não ganhar a final? Olha do que estamos falando… De qualquer forma, acho que o Renato Gaúcho pode esperar um pouco por causa desse protesto, que ao meu ver é de uma minoria, e ver o que acontece no final de semana no Carioca“, declarou no “Jogo Aberto”.

DISPOSIÇÃO DO FLAMENGO

Denilson também pontuou que o Flamengo se empenhou para não ser derrotado no Maracanã. Sendo assim, o time vai ter que lidar com adversidades, precisando superar os obstáculos em uma competição extremamente difícil.

“O futebol é muito louco. Estamos acostumados a ver o Flamengo dando espetáculo, mas entrega não faltou. Mesmo com um a menos, e achei a expulsão justa, porque o Arão vai com o pé alto, o Flamengo conseguiu o objetivo que era a classificação. O que fica pra mim é isso: a superação e buscar o resultado até o final. Libertadores tem isso também“, expressou.

LEIA MAIS