Liga Europa: Torcedores do Manchester United são atacados na Polônia

Torcedores que viajaram para acompanhar a final da Liga Europa foram atacados

Alexander Rodrigues
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução Twitter

 

Por volta de dois mil torcedores ingleses que viajaram para Gdansk para assistir a final da Liga Europa entre Manchester United e Villareal foram atacados sem motivo algum por um grupo de poloneses, segundo matéria do Sportbible.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um grupo de pessoas vestindo preto correndo e cantando fora de um bar, enquanto mesas e cadeiras são viradas e garrafas são quebradas.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

De acordo com Simon Stone da BBC, três torcedores do Manchester United sofreram ferimentos leves. O jornalista ainda deixou claro em sua postagem em uma rede social que não houve nenhum tipo de problema entre os fãs do United e do time espanhol do Villareal.

O Manchester United disse em nota que “a diretoria do clube está dando o apoio aos nossos torcedores presentes em Gdansk na última noite (terça-feira) e hoje, depois de um incidente, alguns de nossos torcedores foram atacados fora de um bar.”

Ainda segundo a matéria, os responsáveis pelo ataque ao time inglês foram membros da torcida organizada do Lechia Gdańsk.

Apesar desse momento de grande tensão antes de uma final europeia que promete ser bem emocionante, também circulou em redes sociais vídeos de alguns Red Devils cantando e aproveitando a oportunidade de o Manchester United levantar mais um troféu continental.

Lembrando que essa é a primeira vez que os torcedores do United viajam desde o início da pandemia de COVID-19 e cerca de mil fanáticos pelo time vermelho de Manchester devem estar no Stadion Energa Gdańsk. Cerca de 500 mil ingressos foram comprados por fãs clubes ingleses na Polônia.

De acordo com o Daily Mail, o maior artilheiro da história do clube, Wayne Rooney, está viajando para Gdansk para acompanhar aquela que pode ser a segunda conquista de Liga Europa do Manchester United em um espaço de quatro anos.

Leia mais:

Mercado da bola: Napoli mira “novo De Bruyne”

Mercado da bola: Os 4 alvos do Arsenal na janela