Após acusação de assédio, Neymar “cobre” símbolo da Nike em camisa do Brasil e manda recado

Neymar teve seu contrato com a fornecedora de material esportivo em 2020

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Depois do motivo da Nike ter rompido com Neymar vir à público, Neymar se defendeu e mostrou seu lado da acusação de ter assediado uma funcionária da empresa. Sendo assim, como está treinando visando os próximos compromissos da Seleção, o craque “encobriu” a marca da fornecedora de material esportiva, parceira do Brasil, algo que deixou claro sua insatisfação com sua antiga patrocinadora.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

 “Que nada e nem ninguém tire meu sorriso“, escreveu Neymar em publicação nos stories do Instagram.

Em pronunciamento oficial, Neymar acusou a Nike de traição. Dessa forma, o atacante negou ter cometido qualquer tipo de assédio sexual, e ainda ressaltou que vai continuar representando sua ex-parceira nos jogos do Brasil e do PSG, já que ambos são patrocinados pela empresa. Agora, nos jogos oficiais, o camisa 10 não vai poder esconder o símbolo com um emoji, mas pode seguir “ignorando” a logo nas redes sociais.

“Não me deram a oportunidade de me defender. Não me deram a oportunidade de saber quem é essa pessoa que se sentiu ofendida. Eu nem a conheço. Nunca tive nenhum relacionamento (…) Ironia do destino continuarei a estampar no meu peito uma marca que me traiu”, escreveu o atacante.

LEIA MAIS

Mourão não vê problemas com Copa América no Brasil: “Só dividir bem essas sedes”

Atlético: Cuca tem problemas e relaciona 23 para Copa do Brasil; veja lista

Renata Fan se revolta com arbitragem em jogo do Inter: “Foi um amadorismo”

Denilson detona Abel Ferreira por críticas à imprensa: “Ninguém inventou”

Copa América: Deputado acionará STF para impedir competição no Brasil