Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Com futuro indefinido, Empereur já pode ter feito sua despedida com a camisa do Palmeiras

Diretoria do Palmeiras tenta ampliar o vínculo de empréstimo do zagueiro a pedido do técnico Abel Ferreira

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Cesar Greco/Ag.Palmeiras

O zagueiro Alan Empereur pode ter feito sua despedida com a camisa do Palmeiras na derrota para o Flamengo, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Como o defensor tem contrato até o fim de junho e ainda não possui acordo para permanecer no clube, que negocia a compra definitiva ou um novo empréstimo junto ao Hellas Verona, da Itália, o Verdão optou por não utilizar o jogador – ele já ficou de fora das duas últimas partidas, contra CRB, pela Copa do Brasil, e Chapecoense, pelo Brasileirão.

Mercado em CASA

Clique aqui para ter 50% off!

Palmeiras se prepara para perder jogadores na janela; Viña está na lista

A medida adotada foi pensando tanto do clube quanto no jogador. O Palmeiras tem ciência de que pode não chegar a um acordo para a permanência de Empereur, ou seja, ele poderá não estar mais na equipe no próximo mês e não faz sentido utilizá-lo nesse cenário. Pelo lado do atleta, a ideia é não impedir que ele jogue as competições, como a Copa do Brasil, por exemplo, por outro time caso ele não permaneça.

Empereur chegou ao Palmeiras em novembro, a pedido do técnico Abel Ferreira. O jogador não conseguiu se firmar entre os titulares, e disputou apenas 26 partidas com a camisa do Verdão. Como não atingiu a meta de atuar em 60% dos jogos disputados pela equipe no período, o que ativava a cláusula de compra obrigatória por um valor já pré-estabelecido, a diretoria Alviverde tenta negociar a permanência do jogador, que é um pedido direto do técnico Abel Ferreira.

Segundo o ‘ge’, houve conversas entre as partes envolvidas na negociação neste fim de semana, mas sem sucesso. A prioridade da diretoria do Palmeiras é de renovar o empréstimo do jogador porque considera que os valores colocados na mesa para uma compra em definitivo são considerados inviáveis para o clube neste momento.

Vale destacar que o Palmeiras optou por se resguardar financeiramente nesta temporada, que irá encerrar o segunda mandato de Maurício Galiotte como presidente. A ideia é entregar o clube para o novo mandatário o mais ‘saudável’ possível.

As melhores notícias de esportes, direto para você

    

 

LEIA MAIS:
Torcedores do Palmeiras fazem campanha pela contratação de Balbuena, ex-Corinthians
Diretoria do Palmeiras repete ‘estratégia’ com Abel, mas Luxemburgo ainda recebeu dupla de R$ 45 milhões

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes