Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Globo pediu perdão à Conmebol para tentar tirar Copa América do SBT e exibir torneio

Segundo informações de site, a emissora carioca fez de tudo para tentar os direitos de transmissão da Copa América

Rogério Araujo
Jornalista formado pelo Centro Universitário de Brasília - UNICEUB. Colaborador do Torcedores desde 2017. Dono do canal Séries e Filmes no Instagram.

Crédito: Reprodução/TV Globo

A Copa América começa no próximo domingo (13), em meio à polêmicas por causa da realização do torneio no Brasil devido a pandemia no país. Crítica da situação, a Globo chegou a pedir “perdão” à Conmebol para ter os direitos de exibir os jogos do torneio, que será transmitido pelo SBT. A informação foi divulgada pelo site ‘Notícias da TV’ nesta quinta-feira (10).

“O perdão (ou “waiver”, no linguajar técnico, literalmente renúncia em inglês) era necessário porque a Globo está sendo processada pela Conmebol, por ter rescindido o contrato que lhe dava direito de transmitir a Copa Libertadores da América até a edição de 2022. Sem ele, a Globo não pode disputar direitos de exibição de competições da Conmebol”, informa o site.

O portal afirma que, em outubro do ano passado, os diretores da Globo, incluindo Paulo Marinho, neto de Roberto Marinho, foram até a “sede da Conmebol, para tentar convencer a entidade a desistir do processo pelo rompimento do contrato da Libertadores”.

“Não é verdade que a Globo se opõe à realização da Copa América ou de qualquer outra competição esportiva. Nosso posicionamento sempre foi o de priorizar a saúde e a segurança das nossas equipes e dos atletas, respeitando as orientações e protocolos das entidades de saúde e dos organizadores”, disse a emissora em nota ao portal de notícias.

Apesar de negar, jornalistas e comentaristas do Grupo Globo vêm há alguns dias falando abertamente contra a Copa América ser realizada neste momento no Brasil. Isso acontece principalmente após a Conmebol anunciar o país como sede da competição depois das saídas da Colômbia e Argentina. Casagrande, Luis Roberto e Galvão Bueno foram alguns dos nomes do esporte da Globo que se posicionaram contra o evento.

LEIA MAIS: