Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Como a janela de transferência pode amenizar ‘prejuízo’ do Palmeiras após queda precoce na Copa do Brasil

Palmeiras deve buscar ‘solução caseira’ e negociar garotos para reverter ‘prejuízo’ financeiro

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Cesar Greco/Ag.Palmeiras

Atual campeão da Copa do Brasil, o Palmeiras não conseguiu superar o CRB, de Alagoas, e acabou sendo eliminado na terceira fase da competição nesta temporada após um empate por 1 a 1 no placar agregado e derrota na disputa de pênaltis em pleno Allianz Parque. Com a eliminação, a equipe Alviverde deixa de faturar R$ 2,7 milhões pela classificação às oitavas de final e de disputar mais R$ 72 milhões que poderia conquistar  em caso de título.

Principal alvo da torcida, Lucas Lima ainda tem contrato com o Palmeiras até 2022; veja os outros casos

O Palmeiras tem uma meta alcançar um superávit de R$ 10,3 milhões na temporada de 2021, mas se a situação já havia se complicado com o inesperado retorno de Dudu ao time, já que o clube esperava arrecadar cerca de R$ 40 milhões com a venda definitiva do atacante – o que não aconteceu -, agora se tornou ainda mais difícil sem a premiação da Copa do Brasil.

Com a situação financeira comprometida, a janela de transferências da Europa pode ser fundamental para o presidente Maurício Galiotte cumprir os objetivos traçados em seu último ano de mandato. E a ‘barca’ Alviverde deve ser composta prioritariamente pelos garotos das categorias de base – Patrick de Paula, Gabriel Menino, Renan, Danilo, Wesley, Gabriel Veron e Giovani, que apesar do pouco aproveitamento, já desperta o interesse de europeus.

Veja como está a situação de cada um dos garotos do Palmeiras:

Gabriel Menino:

Depois de chegar à seleção principal e ser cotado para a disputa dos Jogos Olímpicos em Tóquio, a procura de clubes europeus por Gabriel Menino disparou. Equipes como Atlético de Madrid, Chelsea e Tottenham já surgiram como possíveis interessadas, mas não houve negociação até o momento. Pelo lado do Palmeiras, o clube só aceita abrir conversas com ofertas a partir de 20 milhões de euros (cerca de R$ 123 milhões na cotação atual). Vale lembrar que o volante tem contrato até dezembro de 2024, tem uma multa rescisória de 60 milhões de euros (R$ 366 milhões).

Danilo:

O volante é um dos queridinhos da torcida, e nas últimas semanas recebeu uma sondagem do Watford, da Inglaterra. Segundo o UOL Esporte, o clube inglês sinalizou com uma oferta de 12 milhões de euros (R$ 76,7 milhões), mas o Palmeiras espera receber, ao menos, 15 milhões de euros (R$ 95,8 milhões) pelo jogador. O meio-campista tem vínculo até 2024 e uma multa rescisória de 100 milhões de euros (R$ 610 milhões na cotação atual).

Patrick de Paula:

O camisa 5 do Verdão já esteve na mira do Benfica na temporada passada, após se destacar na conquista do Campeonato Paulista, mas o clube não topou negociar o jogador por apenas 10 milhões de euros (cerca de R$ 66 à época). Patrick de Paula também possui contrato até o fim de 2024 e tem uma multa de 100 milhões de euros (R$ 610 milhões na cotação atual).

Wesley:

O atacante era um dos coadjuvantes entre os garotos promovidos ao time profissional na temporada passada, mas com gols e boas atuações, se firmou entre os destaques. O Verdão recebeu uma sinalização de proposta de um clube da Major League Soccer (MLS), dos Estados Unidos, por 8 milhões de euros (R$ 49 milhões), mas entende que uma boa venda seja por um montante acima de 12 milhões de euros.

Renan:

Eleito revelação do Campeonato Paulista nesta temporada, Renan já despertou o interesse do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, e do Braga, de Portugal, mas nenhuma conversa avançou para negociação até o momento. O Palmeiras espera faturar algo entre 8 e 10 milhões de euros com o defensor.

Giovani:

O Palmeiras renovou recentemente o contrato do garoto de 17 anos até 2024, após o Grupo City demonstrar interesse na contratação do jogador por 10 milhões de euros. O clube aceita abrir conversas a partir de 25 milhões de euros, segundo informações do UOL Esporte – vale destacar que a cláusula de rescisão está avaliada em 80 milhões de euros (R$ 490 milhões na cotação atual).

Gabriel Veron:

Principal promessa da base do palmeirense, Veron foi promovido ao time principal ainda em 2019, após conquistar a Copa do Mundo Sub-17 com a seleção brasileira e ser eleito o melhor jogador do torneio. Apesar da expectativa, o jovem de 18 anos convive com lesões musculares e ainda não conseguiu engrenar uma sequência de jogos e boas atuações. Ainda sim, segundo o UOL Esporte, o Verdão acredita que o jogador valha 25 milhões de euros (R$ 154 milhões), apesar de ter uma multa de 60 milhões de euros (R$ 366 na cotação atual).

LEIA MAIS:
Junior Barranquilla tenta negociar compra definitiva de Borja com o Palmeiras
Com futuro indefinido, Empereur já pode ter feito sua despedida com a camisa do Palmeiras

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes