Borré abre o jogo e explica por que não fechou com o Palmeiras

Agora atacante do Eintracht Frankfurt, Borré esteve perto de reforçar o Palmeiras

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reproducao/Instagram

No último dia 5, o Eintracht Frankfurt, da Alemanha, oficializou a contratação de Rafael Borré, encerrando uma novela que já se arrastava há meses. Porém, antes mesmo de definir seu futuro, o atacante foi alvo do Palmeiras, mas as negociações não avançaram.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

A direção do Palmeiras conversou com os representantes de Borré, mas recuou mediante os valores. O Verdão apresentou sua proposta e, a princípio, tinha um sinal positivo do jogador, mas optou por desistir do negócio por questões financeiras e o temor de uma segunda onda da covid-19.

O impacto da pandemia nas finanças foi brutal e com os clubes de futebol não foi diferente. O Palmeiras, então, optou em não fazer nenhuma ‘loucura’ no mercado da bola, temendo justamente que seus cofres pudessem novamente ser afetados.

Veja também: Mercado da Bola: Atacante alvo do Verdão pode assinar pré-contrato

Em entrevista ao canal TyC Sports, Borré foi questionado sobre o tema. O atacante conta que sempre recebeu conselhos de Marcelo Gallardo, técnico do River, a respeito do futuro.

“Quando eu estava para ir ao Brasil (a chance de ir para o Palmeiras) ele me disse que eu ia disputar as mesmas coisas e não iria mudar muito, só o econômico. Ele nunca tentou me dizer para não ir, sempre foi honesto, mas me falava para analisar o cenário completo, se valeria a pena”, afirmou Borré.

“Eu estava muito próximo do Palmeiras, a certa altura já tinha decidido em ir, mas haviam detalhes por parte do clube que não posso falar, não havia acordo em certas coisas com River”, completa.

LEIA MAIS:

Mercado da Bola: Palmeiras define saída de atacante para clube da Série A