Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Bruno Schmidt e Evandro vencem chilenos em jogo duro nas Olimpíadas

Dupla brasileira do vôlei de praia estreou com vitória por 2 a 1 sobre os primos Marco e Esteban Grimalt, 

Marjoriê Cristine
Colaborador do Torcedores

Crédito: Christian Dawes/COB

A estreia de Bruno Schmidt e Evandro Marco do vôlei de praia foi suada nas Olimpíadas de Tóquio 2020. Os brasileiros derrotaram por 2 a 1, os primos chilenos Marco e Esteban Grimalt. As parciais foram de 21/16, 16/21 e 15/12, em partida válida pela primeira rodada. As duas parcerias estão no Grupo E, ao lado ainda dos times da Polônia e Marrocos.

Bruno Schimidt e Evandro voltam a jogar na madrugada de terça-feira (27), às 3h no horário de Brasília, e terão pela frente os marroquinos El Graoui e Abicha em jogo válido pela segunda rodada.

Olimpíadas de Tóquio 2020: Confira o quadro de medalhas completo

A vitória foi mais do que especial para Bruno Schimidt. Campeão olímpico na Rio 2016, jogando com Alison, ele teve Covid-19 no fim de fevereiro de 2020. O jogador de vôlei de praia ficou 13 dias internado, sendo cinco deles no CTI. O atleta demorou a recuperar 100% e só a partir de junho os bons resultados da dupla começou a aparecer. Agora, eles estão em Tóquio como candidatos ao pódio.

Jogo acirrado

No primeiro set, os brasileiros entraram concentrados. Evandro, que é considerado o melhor sacador do mundo, conseguiu marcar quatro aces só no primeiro set. Depois de chegar a abrir 14 a 9, a dupla do Brasil fechou o set em 21 a 16.

Mas no segundo set, os chilenos fizeram uma marcação forte em Evandro. A dupla brasileira cometeu muitos erros. Foram 13 pontos perdidos e “entregues” aos rivais. o que fez a dupla chilena se aproveitar e buscar a vitória por 21 a 16.

O set decisivo foi bem acirrado e disputado ponto a ponto até igualar o placar em 10 a 10. Foi então que Bruno Schimidt e Evandro passaram a dominar a partida com boas defesas e ataques. Após passarem à frente no placar, os brasileiros fecharam o set em 15 a 12 e concretizaram a primeira vitória em Tóquio 2020.

LEIA MAIS

Olimpíadas: Pega no doping, Fernanda Borges é liberada para disputar às Olimpíadas

Olimpíadas: Daiane dos Santos fala de racismo: ‘Não queriam usar o mesmo banheiro’

Tóquio 2020: Aos 12 anos de idade, atleta mais jovem das Olimpíadas já está eliminada