“É um gigante, que com certeza vai se recuperar”, diz velho conhecido do Grêmio antes do reencontro de sábado

Auxiliar-técnico do Fluminense, James Freitas, tem uma longa passagem pelo Grêmio em sua história na bola

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Divulgação/Grêmio

Com um histórico de várias passagens pelo Grêmio, sendo a mais recente como auxiliar-técnico entre 2014 e 2014, o assistente de Roger Machado no Fluminense, James Freitas, esbanja reconhecimento ao falar do Grêmio e acredita em breve recuperação do clube no Brasileirão.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Os dois times se enfrentam no sábado, às 21h, no Rio de Janeiro, tendo o auxiliar a expectativa de um jogo bastante equilibrado.

“Nós temos pensado jogo a jogo para colocar a melhor a equipe em campo. O desgaste está sendo grande, a cada três dias tem um jogo, mas é uma partida que precisamos pontuar. Vai ser um jogo difícil, independentemente de quem estiver no campo”, disse.

Freitas, que também trabalhou nas divisões de base do Grêmio, entende que é questão de tempo para o “gigante” sair da atual situação de lanterna:

Grêmio é um gigante do futebol brasileiro, conhecemos bem a instituição e a sua tradição. Penso que uma equipe como o Grêmio vai ser recuperar no Brasileiro”.

Felipão ganha retornos para montar o Grêmio

Ausentes na vitória de terça por 1×0 contra a LDU, fora de casa, pela ida das oitavas de final da Sul-Americana, nomes como Rafinha, Geromel e Bobsin voltam ao time depois da preservação. Pinares está recuperado de gripe e pode ao menos sentar no banco.

Os desfalques principais são Douglas Costa, Maicon, Thiago Santos, Churín, Brenno e Matheus Henrique, e o time titular deverá ter:

Gabriel Chapecó; Rafinha (Vanderson), Geromel, Kannemann e Cortez; Fernando Henrique, Victor Bobsin, Alisson, Jean Pyerre e Léo Pereira; Diego Souza.