Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Lugano diz que Gabigol “gosta de treta” e relembra duelo com o atacante: “Deu duas canetas e sabia que ia apanhar”

Gabigol não se intimidou e partiu para cima do ídolo do São Paulo ainda quando estava no Santos

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Wagner Meier/Getty Images

Em participação no programa “Futebol na Veia“, Lugano falou sobre a personalidade forte de Gabigol. Apesar do comportamento do atacante não ser unanimidade, o uruguaio acredita que a autoestima do camisa 9 do Flamengo é benéfica para o futebol e foge da normalidade dos demais atletas, tornando o jogo dentro das quatro linhas mais atrativo.

“Ele foge da mídia dos jogadores atuais, é politicamente incorreto muitas vezes… Tem uma linguagem corporal de autoestima. gosta de desafiar os rivais, gosta de treta. Quando vemos o Gabigol, estamos vendo o futebol de 20 anos atrás. Ficamos esperando o jogo para ver como ele se comporta em relação aos rivais e companheiros. O principal de tudo é que ele dá conta do recado. Essa personalidade serviu para ele se sentir forte e confiar nele, é um jogador que desequilibra”, declarou.

Além disso, Lugano recordou um duelo específico que teve contra Gabigol. Durante o embate entre São Paulo x Santos, o ex-zagueiro não aliviou para o atacante, mas não houve nenhum tipo de intimidação por parte do atleta formado pelo Peixe.

“Tive a sorte de jogar contra ele quando estava no Santos, tinha 20 anos. Deu duas canetas em mim sabendo que iria apanhar, e apanhou. E me desafiou novamente. Eu gosto muito porque o futebol precisa desse tempero e dessa rivalidade. Além do que joga, é uma personalidade que faz bem ao futebol brasileiro e sul-americano e o Renato sabe lidar muito bem”, completou.

LEIA MAIS