Malcom, ex-Corinthians, está de volta a seleção olímpica após conseguir liberação do Zenit

Atacante irá disputar as Olimpíadas de Tóquio no lugar de Douglas Augusto, cortado por lesão

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação / Ricardo Nogueira / CBF

Nesta quarta-feira (14), a CBF anunciou mais uma mudança na seleção olímpica, que estará no Japão em busca de mais um ouro olímpico. A entidade confirmou que Malcom, ex-jogador do Corinthians e atualmente no Zenit, foi convocado para disputar as próximas Olimpíadas. O atacante estava presente na lista inicial de André Jardine, mas não teve liberação do clube russo. O jogador irá substituir Douglas Augusto, ex-Fluminense e Corinthians e atualmente no PAOK, que foi cortado recentemente por conta de lesão na coxa.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Graças a liberação do Zenit, a CBF pode chamar novamente Malcom, que volta a integrar a seleção de André Jardine. Conforme informado pela CBF, o atacante não poderia iniciar a preparação com a seleção olímpica em São Paulo. Dessa forma, a comissão optou por substituir o atleta. Mas por conta da lesão do atleta de Douglas, o nome do jogador foi escolhido para integrar a delegação olímpica.

A previsão é de que Malcom se apresente a seleção olímpica do Brasil no dia 18, já em Tóquio. Vale citar que o ex-jogador do Corinthians fez parte do ciclo olímpico, participando da sétima etapa de preparação da seleção, que foi feita na Sérvia, no início de junho.

Mais informações das Olimpíadas

A seleção olímpica do Brasil se encontra novamente na Sérvia, onde está em sua segunda etapa de treinos antes da estreia contra a Alemanha, no dia 22 de julho. Na última terça-feira (13), Jardine realizou o primeiro treino com a equipe. Atualmente 19 jogadores estão com a delegação. Richarlison e Douglas Luiz, que estavam com a seleção principal disputando a Copa América, devem se apresentar nesta quinta-feira (15). Dessa forma, faltaria apenas a integração de Malcom, que conforme já citado, irá se juntar a delegação já no Japão.

LEIA MAIS:

Jogos Olímpicos: Onde estão os medalhistas de ouro no futebol em 2016?

Andressa Alves comenta o fato de ser inspiração para outras jogadoras: “às vezes não caí minha ficha”