Mercado da Bola: Corinthians estipula valor e lucro milionário para venda de zagueiro

Mesmo assim, não deve obter lucro no acordo de saída

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Corinthians

O Corinthians estipulou o valor que quer receber pela venda do zagueiro Bruno Méndez, que está emprestado ao Internacional. Segundo o jornalista Lucas Collar, do portal Vozes do Gigante, o Inter terá que pagar 3,5 milhões de dólares, o mesmo valor que o Timão pagou ao Montevideo Wanderers para comprar 70% do jogador.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Segundo os valores convertidos, o Internacional pagaria R$ 18,1 milhões pela compra da mesma fatia de Bruno Méndez. O restante seria dividido entre empresários e o próprio clube uruguaio. Vale lembrar que o Timão pagou quase R$ 8 milhões ao Montevideo Wanderers para quitar a compra de Méndez no fim de dezembro de 2020.

O site Meu Timão, porém, publicou outra versão dos valores. Segundo pessoas ligadas ao presidente Duílio Monteiro Alves, o Corinthians deve receber 6 milhões de dólares do Internacional por apenas 50% dos direitos do atleta, o que daria mais de R$ 31 milhões, com um lucro ainda mais alto pela fatia mais baixa cedida ao clube gaúcho.

O atual empréstimo de Bruno Méndez com o Internacional vai até julho de 2022. Em poucos jogos o atleta conquistou a titularidade e tem jogado ao lado de Victor Cuesta. Caso o Colorado não exerça a compra, o zagueiro volta ao Corinthians, com quem tem contrato até dezembro de 2023.

Bruno Méndez

O zagueiro de 21 anos foi revelado pelo Montevideo Wanderers e foi capitão da seleção uruguaia sub-20. Se destacou na base e no time profissional da equipe uruguaia e chamou a atenção do Corinthians, que o contratou em 2019. Pelo clube paulista, entrou em campo 42 vezes em duas temporadas e marcou um gol.

Leia mais:
Mercado da Bola: Renato Gaúcho pede e Flamengo paralisa negociações por jovem zagueiro; Técnico promete utilizar o jogador

De fuga e insegurança a destaque e titularidade: como Patrick de Paula saiu de comunidade no RJ para se tornar peça-chave no Palmeiras

Árbitro FIFA, partidas inexpressivas e nenhum destaque: quem é o 4º árbitro que foi acusado de racismo em PSG x Istanbul Basaksehir?