Olimpíadas de Tóquio: Quem são os favoritos na ginástica artística

No próximo dia 23 acontece a abertura dos Jogos Olímpicos 

Beatriz Paparazo
Jornalista formada pela Anhembi Morumbi em 2018 e Editora no Torcedores.com desde maio de 2019 Contato: beatriz.araujo@navve.com

Crédito: Carmen Mandato/Getty Images

As Olimpíadas de Tóquio 2020 finalmente vão começar. Com quatro medalhas conquistadas na história, o Brasil tem atletas entre os favoritos. Confira ginastas para ficar de olho, tanto no feminino, como o masculino:

Simone Biles – Estados Unidos

Favorita absoluta em Tóquio, Simone Bile ganhou quatro ouro nas Olimpíadas do Rio em 2016. Quando o assunto é prova em equipe, ela é tetracampeã mundial e no individual já garantiu o título cinco vezes. A atleta só não é a principal candidata a medalha nas barras assimétricas.

Sunisa Lee- Estados Unidos

Também é preciso ficar de olho na Sunisa Lee, que foi segunda colocada no individual geral na seletiva dos Estados Unidos. Além disso, foi bronze no Mundial, em 2019, em barras assimétricas. 

Angelina Melnikova – Rússia

A atleta esteve presente na prata da Rússia por equipes nos Jogos passados e no Mundial de 2019. Ainda no Mundial, ela conquistou o bronze no individual geral e no solo. Outros nomes da seleção para ficar de olho: Elena Gerasimova, Viktoria Listunova,  e Vladislava Urazova.

Tang Xijing – China: A ginasta de 18 anos é medalhista de prata no individual no Mundial de 2019. 

Murakami Mai – Japão: No Mundial de 2018, a atleta foi prata no individual geral. 

Nina Derwael – Bélgica: bicampeã mundial nas barras assimétricas

Flávia Saraiva – Brasil: Ganhou três medalhas nos Jogos Olímpicos da Juventude em 2014. 

Rebeca Andrade – Brasil: Em 2015, na Copa do Mundo, ela ficou em terceiro lugar nas paralelas assimétricas.

Hashimoto Daiki, Kaya Kazuma e Tanigawa Wataru – Japão: Os três atletas fizeram parte da equipe que ganhou a medalha de bronze no Mundial de 2019

Kitazono Takeru – Japão: Campeão do cavalo com alças e das barras paralelas no Mundial Júnior em 2019.

David Belyavskiy – Rússia: O atleta foi bronze nas barras paralelas no Rio 2016. Além disso, no coletivo, a equipe da Rússia venceu o Mundial de 2019.

Artur Dalaloyan – Rússia: Foi o campeão mundial no solo em 2018.

Nikita Nagornyy – Rússia: Atual campeão mundial do individual geral e do salto. 

China: O país vai para os Jogos de Tóquio com a mesma equipe que faturou medalhas nos últimos mundiais.

Arthur Nory – Brasil: Atual campeão mundial da barra fixa

Arthur Zanetti – Brasil: Nas duas últimas Olimpíadas o atleta ganhou medalhas de ouro e prata nas argolas

Carlos Yulo – Filipinas: Atual campeão mundial no solo

Eleftherios Petrounias – Grécia: Atual campeão Olímpico nas argolas

 Epke Zonderland –  Holanda (Países Baixos): Tricampeão mundial na barra fixa 

Leia mais:

Usain Bolt fala sobre Olimpíadas de Tóquio sem torcida e aponta favorito para vencer os 100m
Confira as seleções com maiores chances de medalha de ouro no futebol feminino
Tóquio 2020: Esperança de medalha para o Brasil é pego no doping
Olimpíadas de Tóquio: Atletas da seleção de futebol ganham avatares inspirados em desenhos japoneses