Olimpíadas: Quantas medalhas o Brasil já faturou com a ginástica artística?

Brasil é favorito para trazer medalhas na modalidade nos Jogos de Tóquio 2020

Beatriz Paparazo
Jornalista formada pela Anhembi Morumbi em 2018 e Editora no Torcedores.com desde maio de 2019 Contato: beatriz.araujo@navve.com

Crédito: Quinn Rooney/Getty Images

Na ginástica artística, os atletas podem participar de mais de uma prova na mesma edição e isso faz com eles possam concorrer a muitas medalhas. Larisa Latynina, da antiga União Soviética – hoje Rússia, é a recordista com 18 medalhas, sendo metade delas, de ouro.

Até 2012, Latynina era a atleta com mais medalhas entre homens e mulheres, mas, o nadador do Estados Unidos, Michael Phelps, ultrapassou a sua meta e, até hoje, é o maior recordista olímpico.

O Brasil participa da ginástica artística desde os Jogos de Moscou em 1980. Alguns nomes marcaram história, como é o caso da Daiane do Santos e de Diego Hypólito. O primeiro ouro do país veio com Arthur Zanetti, em 2012, com o ouro nas argolas. 

O ginasta ainda conquistou prata na edição seguinte, Rio 2016, na mesma prova. Além disso, Diego conquistou a medalha de prata no solo e o Arthur Nory foi bronze durante a mesma prova na última edição. Ao todo, o Brasil já levou quatro medalhas na competição: uma de ouro, duas de prata e uma de bronze.

Arthur Zanetti – 2012 – Ouro

Último a se apresentar na final das argolas, Arthur Zanetti desbancou o favorito, o chinês Yibing Chen e trouxe a primeira medalha para o Brasil na ginástica artística somando 15.900 pontos. 

Arthur Zanetti – 2016 – Prata

Novamente nas argolas, Arthur Zanetti quase ganhou o ouro novamente, mas o grego Eleftherios Petrounias, favorito na prova, acabou ficando com o primeiro lugar.

Diego Hypólito – Prata  e Arthur Nory – Bronze – 2016

Pódio com dois brasileiros, Diego Hypolito ficou em segundo lugar no solo, e, com 100 pontos a menos, Arthur Nory, também brasileiro, ganhou a medalha de bronze. O britânico Max Whitlock terminou como primeiro colocado.

Leia mais:

Usain Bolt fala sobre Olimpíadas de Tóquio sem torcida e aponta favorito para vencer os 100m
Confira as seleções com maiores chances de medalha de ouro no futebol feminino
Tóquio 2020: Esperança de medalha para o Brasil é pego no doping
Olimpíadas de Tóquio: Atletas da seleção de futebol ganham avatares inspirados em desenhos japoneses