Palmeiras elimina U. Católica e enfrentará São Paulo na Libertadores

Palmeiras conseguiu mais uma vitória no confronto diante da Universidad Católica e confirmou o tão aguardado clássico contra o São Paulo na Libertadores

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Mauro Horita/Staff Conmebol

Palmeiras Palmeiras 1-0Universidad Católica Universidad Católica
Conmebol Libertadores 2021 - Oitavas de Final (Volta)
AGG: 2-0

O Palmeiras confirmou o favoritismo nesta quarta-feira (21) ao vencer a Universidad Católica por 1 a 0 no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores.

Depois de ser incomodado no início da partida, o Palmeiras conseguiu amplo domínio no primeiro tempo com 11 finalizações e cinco chutes no alvo. O gol saiu aos 36 minutos com Marcos Rocha aproveitando a sobra dentro da área para concluir.

O Verdão pressionou também no início do segundo tempo, mas os chilenos tiveram mais oportunidades de ficar com a bola. Porém, o Palmeiras conseguiu administrar melhor as ações, além de construir chances diversas e quase ampliar a vantagem.

Com a vitória no confronto, o Palmeiras enfrentará o São Paulo em clássico que decidirá um dos semifinalistas da Conmebol Libertadores 2021. Os confrontos serão realizados em agosto.

 

Primeiro tempo

Nos minutos iniciais, a Universidad Católica tentou repetir a atuação do primeiro jogo e pressionou o Palmeiras, chegando com bastante perigo aos 7′ em jogada ensaiada.

Após desvio de Lanaro na bola lançada para a grande área, Zampedri acertou uma bicicleta e exigiu boa defesa do goleiro Weverton no lado direito.

Depois do susto, o Palmeiras conseguiu impor seu ritmo diante dos chilenos ao controlar o meio-campo, marcando bastante nas saídas de bola, sem dar espaços aos adversários.

Foram diversas as chances de gol a partir deste momento. Aos 13′, Wesley foi atropelado por Guiérrez em arrancada pela esquerda. Na cobrança de falta, Scarpa achou Felipe Melo, mas o cabeceio foi ruim.

Em nova jogada aos 15′, Scarpa armou outra jogada ao receber na linha de fundo e cruzar para trás. Deyverson desviou e a bola saiu pelo lado esquerdo do gol de Pérez.

Aos 17′, o Palmeiras bateu na trave na jogada individual de Wesley, que chutou firme e exigiu grande defesa do goleiro Pérez. Na sobra, Deyverson tentou no voleio e parou no travessão. Marcos Rocha aproveitou a terceira sobra, mas a bola acabou saindo.

No lance seguinte, Wesley recebeu lançamento de Danilo e ficou frente a frente com o goleiro, que espalmou na conclusão e jogou para escanteio. Na cobrança, Deyverson testou firme e o goleiro chileno apareceu novamente.

Os chilenos conseguiram sobreviver à pressão palmeirense por mais alguns minutos, pois o Verdão não conseguia mais finalizar com a mesma precisão. Porém, depois da cabeçada de Veiga em assistência de Scarpa aos 32′, o Palmeiras finalmente abriu o placar.

Em cruzamento de Wesley pelo lado esquerdo, Raphael Veiga acertou a trave. No rebote, Marcos Rocha surgiu com espaço pela direita e conseguiu finalmente abrir o placar, aos 36′ do primeiro tempo.

 

Segundo tempo

A segunda etapa manteve o mesmo ritmo do jogo, com o Palmeiras buscando o terceiro gol no agregado para encaminhar de vez a vitória no confronto e a vaga às quartas da Libertadores.

Aos 11′, Marcos Rocha fez outra boa jogada ao cruzar na medida para Renan concluir de primeira e assustar o goleiro Pérez, que defendeu com a bola explodindo no corpo.

Percebendo que a superioridade do Verdão havia sido mantida, Poyet mexeu triplamente em sua equipe. Silva, Buruaga e Nuñez foram acionados nos lugares de Saavedra, Rebolledo e Leiva.

O percentual da posse de bola ficou mais equilibrado e a Católica voltou a incomodar o Palmeiras. Aos 19′, Valencia conseguiu aproveitar o desvio em bola lançada na área e Weverton apenas olhou a bola sair por muito pouco por cima.

Abel Ferreira também fez alteração tripla no Palmeiras para a reta final de partida. Mayke, Dudu e Breno Lopes foram as peças de reposição para as saídas de Marcos Rocha, Veiga e Wesley. Pouco mais tarde, Kuscevic e Gabriel Veron também entraram nos lugares de Felipe Melo e Deyverson.

As substituições deram certo e o Verdão conseguiu melhorar, equilibrando novamente o jogo. Aos 29′, Zé Rafael aproveitou rebote de escanteio e chutou cruzado, parando na defesa de Pérez. Na sobra, o mesmo jogador cruzou e a defesa cortou.

Em contra-ataque perigo, Breno Lopes achou Dudu em condições de finalizar, mas o chute saiu com desvio e facilitou para o goleiro Pérez aos 32′.

Dudu novamente apareceu com chances para marcar ao receber lançamento na área, só que desta vez preferiu servir à Deyverson que também chutou desviado e a bola parou em escanteio.

Pérez demonstrou estar em uma de suas melhores atuações na carreira ao conseguir mais uma grande defesa. Aos 37′, Zé Rafael acertou chute colocado e parou no goleiro chileno que saltou no canto esquerdo.

O jogo ficou mais aberto nos acréscimos, tempo suficiente para Weverton aparecer bem e evitar o gol de honra dos chilenos.

 

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1-0 UNIVERSIDAD CATÓLICA

Data: 21/07/2021, 19:15
Estádio:  Allianz Parque
Árbitro: Alexis Herrera (Venezuela)

Gols: 1T 36′ Marcos Rocha

Substituições – Palmeiras: Mayke (Marcos Rocha); Dudu (Raphael Veiga); Breno Lopes (Wesley); Kuscevic (Felipe Melo); Gabriel Veron (Deyverson)

Substituições – U.Católica:  Silva (Saavedra); Buruaga (Rebolledo); Nuñez (Leiva); Gutiérrez (Bounanotte); Parot (José Montes)

Palmeiras (4-2-3-1): Weverton; Felipe Melo, Renan, Gustavo Gómez, Marcos Rocha; Gustavo Scarpa, Wesley; Raphael Veiga, Danilo, Zé Rafael; Deyverson. Técnico: Abel Ferreira

Universiad Católica (4-1-4-1): Sebastián Pérez; Lanaro, Rebolledo, Parot, Huerta; Saavedra; Felipe Gutiérrez, Fuenzalida, Diego Valencia, Juan Leiva; Fernando Zampedri. Técnico: Gustavo Poyet

LEIA MAIS