Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Perda da liderança e da forma de comando de Renato no vestiário afetam desempenho do Grêmio em campo

Saída do técnico Renato Portaluppi ainda afeta o desempenho da equipe gremista dentro de campo

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Divulgação/Grêmio

Foram quase cinco anos ininterruptos de trabalho, o que naturalmente gerou um hábito na forma de trabalhar e reagir nos momentos de pressão. Agora, segundo informações colhidas pelo Globoesporte.com, o time do Grêmio começa a ter dificuldades para reagir dentro de campo em função da ausência da liderança do técnico Renato Portaluppi.

O mesmo portal ouviu pessoas que transitam no vestiário e o relato é de que o elenco teve a maneira de atuar em campo afetada pela saída do antigo líder, que deixou o clube ainda em abril.

“Ao mesmo tempo, pessoas que transitam no vestiário citam que o estilo de liderança e comando teve uma mudança profunda a partir da saída de Renato. Todo o departamento foi impactado por isso. No entendimento de algumas pessoas ouvidas pela reportagem, isso tem afetado a maneira de o time reagir em campo, especialmente neste momento complicado”, diz a informação do GE.

No entendimento da direção do Grêmio, o trabalho do dia a dia do técnico Tiago Nunes é muito bom em relação a conceitos, repertório de atividades e até maior carga de treinamento. Contudo, isso não está sendo replicado em campo e o desempenho vem sendo sofrível, com 2 pontos em 18 disputados até agora no Brasileirão e a incômoda lanterna.

“Entendo o torcedor quando pede a saída quando os resultados não vêm. Faz parte do futebol, da nossa rotina, temos que entender. Não tenho nada a declarar, só respeitar. Meu papel é trabalhar e melhorar a equipe para vencer no domingo”, disse Tiago Nunes na última coletiva.

Protestos da torcida antes de “ultimato” ao técnico do Grêmio

Ficou claro nas manifestações da direção de que uma nova derrota no domingo, 20h30, diante do Atlético-GO, na Arena, irá determinar o fim do trabalho de Tiago Nunes. O treinador teve uma reunião com o capitão Geromel no CT como forma de tratar do momento ruim e de tentar encerrar a crise.

Na quinta-feira, cerca de 100 torcedores foram ao CT protestar e pedir raça. Três deles entraram no CT para conversar com a direção. Em um clima tenso e de pura pressão, Nunes sabe que já não pode mais falhar.

LEIA MAIS:

Tiago Nunes cita “oportunismo” em pergunta sobre ausência de jovens e não vê falha de Paulo Victor: “Você já foi goleiro?”

Douglas Costa faz a esperada reestreia, pede calma para pegar ritmo e lamenta placar: “Primeiro tempo fomos irreconhecíveis”

As melhores notícias de esportes, direto para você