Olimpíada: calor castiga, e Rayssa Leal apela para colete de gelo em treino

Junto de Letícia Bufoni, a skatista sofreu com o calor no Ariake Sports Urban Park

Lucas Ayres
Colaborador do Torcedores

Crédito: Ezra Shaw/Getty Images

Os atletas que chegaram em Tóquio na semana da abertura da Olimpíada foram recebidos com o intenso calor do verão japonês. Com as temperaturas batendo 35º, os competidores sofreram para treinar. Entre eles, as mulheres do skate brasileiro, Letícia Bufoni e Rayssa Leal.

Nesta quinta-feira (22), a “Fadinha” foi ao Ariake Sports Urban Park, o local do torneio do esporte das quatro rodinhas, e encarou, logo antes das oito horas da manhã (no horário de Tóquio), um sol forte e uma sensação térmica beirando os 40ºC, aliados a uma umidade relativa do ar de mais de 50%.

Para se ter noção, a jovem brasileira e sua colega de delegação — e concorrente pela medalha de ouro —, Letícia Bufoni, tiveram de usar um aparato especial para amenizar o calor e conseguir treinar. Foram usados bonés, coletes e toalhas “de gelo”.

Em sua conta no Instagram, Rayssa falou que o calor de Tóquio era de “outro patamar” em comparação aos de de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Imperatriz, no Maranhão, cidade natal da atleta. Confira:

Rayssa Leal e Leticia Bufoni se preparam para aquela que será grande estreia do skate não só na Olimpíada de Tóquio como em toda a história dos Jogos. A modalidade da dupla, o skate street, tem sua primeira bateria marcada para sábado (24), às 20h30, no horário de Brasília.

LEIA MAIS

Olimpíada de Tóquio: por causa da Covid-19, país desiste dos Jogos

Olimpíada de Tóquio: por que a Rússia vai ser chamada pela sigla ‘“ROC”?

Olimpíada de Tóquio: Argentina perde e Egito segura a Espanha no grupo C

Olimpíada de Tóquio: Japão vence e México goleia a França no grupo A

Olimpíada de Tóquio: Ginastas brasileiros começam treino de pódio; Arthur Zanetti fica de fora