Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Tóquio 2020: Jovem de 17 anos choca o mundo ao derrotar lenda olímpica por 33 a 2

A primeira grande zebra de Tóquio 2020 vem do Taekwondo, com uma derrota acachapante de bicampeã olímpica

Mário André Monteiro
Jornalista com passagens por Portal iG, Fox Sports e Osasco Audax. Atualmente editor do Alemanha FC (http://www.alemanhafc.com.br). No Twitter: @alemao_mario e no Instagram: @marioalemao

Crédito: Tokyo 2020 / Twitter

Uma das maiores zebras dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 já pôde ser vista logo no primeiro dia oficial de competições. E ela veio do Taekwondo.

A espanhola Adriana Iglesias Cerezo, de apenas 17 anos de idade, chocou o mundo ao avançar às semifinais da categoria até 49kg com uma vitória contundente diante de uma lenda olímpica.

Cerezo superou a chinesa Wu Jingyu pelo incrível placar de 33 a 2.

A atleta asiática, que é atual campeã mundial e bicampeã olímpica – faturou o ouro em Pequim 2008 e Londres 2012 – jamais havia sido derrotada por essa diferença de placar em 17 anos de carreira.

Estreante em Olimpíadas, a jovem espanhola acertou uma sucessão de golpes na adversária, sendo sete deles na cabeça, garantindo o triunfo.

Na semifinal, Adriana Cerezo enfrentará a turca Rukiye Yildirim.

Vale destacar que, antes de encarar Wu Jingyu, a espanhola já havia superado a número 2 do mundo, a sérvia Tijana Bogdanovic, por um elástico placar de 12 a 4.

E MAIS

É justa a presença de atletas trans no esporte? Especialista avalia o debate polêmico

Tóquio 2020: Alerta de tufão anima surfistas, mas altera provas nas Olimpíadas

Tóquio 2020: Empilhadeira destrói equipamento de equipe favorita ao ouro olímpico