Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ex-Globo detona Casagrande por criticar o governo: “Vergonha foi todo exemplo que ele deu para sociedade”

Ex-jogador criticou o governo Federal na confusão envolvendo a Anvisa

Rogério Araujo
Jornalista formado pelo Centro Universitário de Brasília - UNICEUB. Colaborador do Torcedores desde 2017. Dono do canal Séries e Filmes no Instagram.

Crédito: Reprodução/TV Globo

O ex-jornalista da Globo, Thiago Asmar, disparou críticas ao comentarista Walter Casagrande. Em seu canal no YouTube, o Pilhado, o ex-repórter do esporte da emissora criticou o texto feito pelo comentarista no site GE.

Mercado em CASA

Clique aqui para ter 50% off!

No vídeo, o jornalista criticou a forma como Casagrande comenta os assuntos relacionados ao futebol, envolvendo sempre a política e o Governo Federal. No vídeo, Thiago analisa o texto de Casagrande onde o ex-jogador fez críticas ao Governo Federal na confusão envolvendo a Anvisa e o jogo entre Brasil x Argentina, válido pela Eliminatórias da Copa do Mundo.

Segundo Thiago Asmar, Casagrande não cita a Argentina como uma das culpadas pelo problema que levou à suspensão da partida. Para isso, o jornalista ainda cita que o comentarista foi uma vergonha para a sociedade brasileira e que não foi ‘ídolo’. Vale lembrar que Casagrande teve uma dura luta contra as drogas no passado. O ex-jogador sempre fala do problema que passou e tenta ajudar outras pessoas que estejam passando pelo mesmo problema.

Na publicação de Casagrande, ele afirma que toda a confusão com a Anvisa foi uma “vergonha completa”, o que revoltou Thiago Asmar.

“Uma vergonha é o que sempre ele deu à sociedade. Quando ele fala em vergonha do país, ele tem que olhar um pouquinho no passado dele. De ídolo ele não teve nada. Foi uma vergonha todo exemplo que ele deu para sociedade”, disse o jornalista.

LEIA TAMBÉM:

Torcida se empolga com golaço de Roger Guedes em estreia, mas Corinthians empate com Juventude; veja memes

Muricy critica fala de Daniel Alves e aponta grande erro do São Paulo