Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Flamengo se explica após confirmar Maracanã como palco de jogo da Libertadores

Jogo seria em Brasília, mas voltou ao Rio

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Alexandre Vidal - Marcelo Cortes - Divulgação - Flamengo

O Flamengo emitiu uma nota oficial para explicar a volta do confronto contra o Barcelona de Guayaquil, pela semifinal da Libertadores da América, ao Maracanã. Inicialmente, para contar com público, o duelo seria em Brasília, no estádio Mané Garrincha. Porém, com a liberação da prefeitura, o Rio de Janeiro poderá sediar o confronto.

O clube deixou claro que “por cautela, não vendeu nenhum ingresso para esse espetáculo antes do encerramento do prazo para uma possível troca”, que é de 15 dias, segundo a Conmebol. A diretoria se explicou e disse que as mudanças têm sido realizadas por conta do “período conturbado, com situações imprevisíveis e que dependem do poder público, reflexo da pandemia”.

Veja a nota oficial do Flamengo:

O Clube de Regatas do Flamengo vem a público prestar os seguintes esclarecimentos sobre a alteração do local da partida entre Flamengo e Barcelona de Guayaquil, do estádio Mané Garrincha, em Brasília, para o estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, válida pela semifinal da Copa Libertadores, que será realizada no dia 22 de setembro de 2021, às 21h30.

Por questões sanitárias referentes à crise mundial da pandemia da Covid-19, à época da definição do confronto não havia liberação para a realização de partidas de futebol com público na cidade do Rio de Janeiro, razão pela qual a Conmebol, organizadora do evento, agendou a previsão inicial da partida para Brasília.

Pelos termos do Regulamento da competição, o local da realização da partida poderia ser alterado em até 15 dias antes da data do jogo. O Flamengo, por cautela, não vendeu nenhum ingresso para esse espetáculo antes do encerramento do prazo para uma possível troca.

Havia o precedente de alteração de praça, inicialmente prevista para outra com público, ocorrido no jogo contra o Defensa y Justicia, no dia 21 de julho de 2021, que estava previsto para o Rio de Janeiro e foi alterado para Brasília.

Estamos vivendo um período conturbado, com situações imprevisíveis e que dependem do poder público, reflexo da pandemia da Covid-19. A mudança da partida para o Maracanã, estádio tradicional dos jogos do Flamengo, era uma possibilidade regulamentar clara e com precedente.

De fato, posteriormente, a prefeitura do Rio de Janeiro, em razão da melhoria dos índices da Covid-19 e do avanço importante da vacinação, chegou a conclusão de que, adotando-se protocolos sanitários, com previsão de vacinação e testagem, seria possível criar um ambiente seguro para o retorno do público ao estádio do Maracanã.

Nesse sentido, a prefeitura liberou 50% da capacidade de público do estádio na partida que será realizada no dia 22 de setembro de 2021, o que foi divulgado no dia 7 de setembro de 2021 e publicado no Diário Oficial no dia 8.

É importante registrar que a partida contra o Barcelona de Guayaquil foi inicialmente prevista para Brasília porque havia uma situação sanitária e de força maior impedindo o Clube de Regatas do Flamengo de levar sua torcida ao Maracanã.

Eliminada essa situação imprevisível e impeditiva, Flamengo e Conmebol, dentro do regulamento, acertaram transferir a partida para o Maracanã, onde o Flamengo regularmente encaminha os jogos em que é mandante. O Maracanã, pela proximidade do seu Centro de Treinamento, facilidade de acesso e, principalmente, para atender a maior parte da sua torcida no Rio de Janeiro, é o estádio prioritário para os jogos do Flamengo.

Embora o Flamengo tenha exercido uma opção prevista no regulamento e feito isso por causa de uma melhoria inesperada da pandemia, o clube quer ajudar seus torcedores junto a companhias aéreas e hotéis.

O Clube entende que as companhias aéreas e os hotéis devem reconhecer a situação de força maior e ressarcir os torcedores que antecipadamente adquiriram suas passagens e hospedagem e apoiará eventuais pedidos de devolução ou aproveitamento desses créditos, assim como apoiou quando houve a troca da cidade sede da final da Libertadores de 2019, também por motivo de força maior.

Agradecemos a compreensão de todos e reforçamos que estaremos em contato com as companhias aéreas a partir de hoje para expor a situação que deve favorecer aos consumidores.

Leia também:

Neymar não jogará pela Seleção na próxima rodada das Eliminatórias

Brasil tem marca impressionante com Neymar em jogos por competições

Neymar desabafa contra imprensa e pede respeito: “Não sei mais o que faço com essa camisa”

Siga o autor

Instagram

Twitter