Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

À delegado, Adriano Imperador nega ter se ferido com tiro

Ex-jogador informou o real motivo do ferimento na mão

Rogério Araujo
Jornalista formado pelo Centro Universitário de Brasília - UNICEUB. Colaborador do Torcedores desde 2017. Dono do canal Séries e Filmes no Instagram.

Crédito: Adriano Imperador/Reprodução/Instagram

Em depoimento na 22º DP da Penha, no Rio de Janeiro, no dia 22 de setembro, o ex-jogador Adriano Imperador negou que teria ferido a mão com um disparo de arma de fogo no ano de 2018.

Segundo o jornal Extra e o site Uol Esporte, o delegado Wellington Silva afirmou que as investigações não confirmaram a possibilidade de um tiro. Além disso, o ex-jogador disse que o ferimento foi causado por conta do uso de fogos de artifício.

O caso aconteceu no inicio de 2018. Na ocasião, Adriano Imperador publicou nas redes sociais que estava internado no hospital para tratar um ferimento na mão.

“Oi, gente… tudo bem? Só para dizer que ontem coloquei uma palavra errada. Eu não fiz o ponto aqui no hospital, tá? Eu fiz o ponto na minha casa, foi um acidente doméstico… E inflamou! Quem fez o ponto, quando aconteceu na minha casa, foi um amigo meu. Mas infelizmente inflamou e aí eu vim para o hospital para ver o que estava acontecendo”, explicou ele nas redes sociais na época.

“Chegando aqui, o médico me orientou a abrir o ferimento de novo para ver o que estava realmente acontecendo. Foi só isso. O médico daqui não teve absolutamente nada a ver com o que aconteceu. Ele não fez o ponto pela primeira vez. Foi um amigo meu, vamos deixar isso bem claro”, completou ele.

LEIA TAMBÉM:

Ex-Palmeiras, Moisés revela onde quer jogar quando retornar ao Brasil

Edmundo vai aos prantos e relembra morte de irmão que foi assassinado