Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Atlético-MG vence Santos e mantém vantagem na liderança do Brasileirão

Atlético-MG conseguiu virada importante diante do Santos para manter vantagem sobre o Flamengo no Brasileirão; Nacho Fernández marcou dois gols

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Atlético-MG - Divulgação

As melhores notícias de esportes, direto para você

 
Atlético-MG Atlético Mineiro 3-1 Santos Santos
Brasileirão 2021 - 26ª Rodada

Com Nacho Fernández decisivo, o Atlético-MG virou sobre o Santos e venceu nesta quarta-feira por 3 a 1 no Mineirão, em jogo tenso válido pela 26ª rodada.

Raniel abriu o placar para o Santos, mas o Atlético-MG chegou ao empate com Nacho Fernández cobrando pênalti. A virada veio com Nathan Silva de cabeça e o argentino completou o placar ao aproveitar rebote em outra cobrança de pênalti.

Com a vitória, o Atlético-MG foi à 56 pontos e segue na liderança do Brasileirão. O Santos permaneceu com 28 pontos, mas segue fora do Z4.

Primeiro tempo

O Santos buscou estratégia defensiva e atuou com as linhas em bloco baixo para tentar anular o Atlético-MG no primeiro tempo.

Aos 2′, Mariano recebeu na ponta direita e rolou para Dylan que dominou e finalizou por cima do gol de João Paulo.

Quando tinha oportunidade, o Santos também buscava o contra-ataque a primeira chance surgiu aos 6′ com Marcos Guilherme indo à linha de fundo e cruzando na área, mas a defesa do Galo cortou.

Em lance polêmico aos 11′, Zaracho recebeu de Diego Costa dentro da área mas acabou caindo. O árbitro Paulo Roberto Alves mandou seguir após consulta do VAR, apesar dos protestos no Mineirão.

Na metade da etapa inicial, o Santos ficou mais com a bola e explorou mais o corredor esquerdo. Em cobrança de escanteio aos 15′, Marinho cobrou fechado e exigiu defesa atenta de Everson que evitou o gol olímpico.

Defensivamente bem, o Santos conseguia resistir ao poder ofensivo do Galo, mas houve um novo susto aos 25′ para os comandados de Fábio Carille.

Em cobrança de falta, Marcos Leandro se atrapalhou e Zaracho roubou entregando na medida para Diego Costa marcar de cobertura, mas o árbitro mandou voltar e disse que não havia autorizado a cobrança do escanteio. Na sequência do lance, Allan arriscou de fora e João Paulo fez grande defesa.

Zaracho, Allan e Keno tentaram jogadas antes do intervalo, mas pararam na defesa santista. Aos 38′, Dylan arrancou da entrada da área e limpou um marcador. Ao tentar passar por Wagner Leonardo, caiu e pediu pênalti, mas o lance seguiu normalmente.

 

Segundo tempo

Cuca voltou com Nacho Fernández no lugar de Borrero para o segundo tempo que ficou marcado por uma intensidade maior de ambas equipes no Mineirão.

Logo aos 3′, Lucas Braga fez grande jogada pelo meio e ajeitou para Raniel driblar marcadores na entrada da área e chutar firme no canto esquerdo de Everson, que só viu a bola passar e o Santos abrir o placar.

O Atlético-MG tentou subir ainda mais a pressão depois do gol sofrido. Keno arrancou em velocidade na área e passou por Marcos Guilherme. Porém, acabou saindo com bola ao tentar passar por Wagner Leonardo.

Percebendo que o Santos estava segurando bem a pressão, Cuca acionou Calebe e Tchê Tchê. Na primeira jogada em campo, o meia aproveitou desvio de Eduardo Sasha na primeira trave e quase marcou, mas João Paulo fez grande defesa.

No entanto, o VAR chamou Paulo Roberto Alves na cabine e marcou pênalti por falta de Lucas Braga em Calebe no momento da finalização. Nacho Fernández cobrou aos 24′ e foi ás redes.

O Santos tentou responder na mesma medida e quase voltou a ficar na frente do placar aos 25′. Em cobrança de falta, Marinho jogou na área e Zanocelo testou firme, parando no travessão.

Porém, a torcida ajudou bastante no Mineirão e o Galo chegou à virada aos 29′. Nacho Fernández cobrou falta na área e Nathan Silva ganhou no alto para cabecear baixo, sem chances de defesa.

Fundamental na construção do placar, Calebe roubou a bola no campo de ataque e invadiu a área para finalizar, mas foi derrubado por Velázquez. O árbitro novamente foi ao monitor do VAR e marcou pênalti.

Nacho Fernández novamente cobrou, mas dessa vez João Paulo defendeu. Entretanto, o argentino aproveitou o rebote de cabeça e concluiu para o Atlético-MG para fechar o placar no Mineirão.

 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3-1 SANTOS

Data: 13/10/2021, 19:00
Estádio: Mineirão
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior

Gols: 2T 3′ Raniel (Santos); 2T 26′ Nacho Fernández (Atlético); 2T 30′ Nathan Silva (Atlético); 2T 41′ Nacho Fernández (Atlético)

Substituições – Atlético-MG: Nacho Fernández (Borrero); Eduardo Sasha (Diego Costa); Calebe (Mariano); Tchê Tchê (Jair); Igor Rabello (Keno)

Substituições – Santos: Raniel (Leo Baptistão); Madson (M.Guilherme); Pirani (J.Mota); Diego Tardelli (Baliero)

Atlético-MG (4-2-3-1): Éverson; Mariano, Nathan Silva, Réver, Dodô; Jair, Allan; Zaracho, Borrero, Keno; Diego Costa. Técnico: Cuca

Santos (3-4-1-2): João Paulo; Baliero, Velázquez, Wagner Leonardo; Marcos Guilherme, Camacho, Zanocelo, Lucas Braga; Jean Mota; Marinho, Léo Baptisdão. Técnico: Fábio Carille

 

LEIA TAMBÉM

Volta Rogério Ceni? Relembre os números do treinador no comando do São Paulo

Mercado da Bola: veja quem saiu e quem chegou ao São Paulo entre 2020 e 2021

Por onde andam os artilheiros das últimas dez edições do Brasileirão

“Daria trabalho” Rivaldo diz que brigaria pelo prêmio de melhor do mundo, atualmente

Recusa de Roger Machado, Barbieri, salário de Felipão e mais: as notícias do Grêmio de hoje (13)