Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Flamengo arranca empate no fim com Athletico-PR na Copa do Brasil

Flamengo conseguiu um empate heroico na reta final do jogo e deixou tudo igual no confronto diante do Athletico-PR na Copa do Brasil

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: AlexandreVidal/CRF

As melhores notícias de esportes, direto para você

 
Athletico-PR Athletico Paranaense 2-2 Flamengo Flamengo
Copa do Brasil 2021 - Semifinal (Ida)

O Flamengo arrancou no último lance do jogo um empate diante do Athletico-PR na Arena da Baixada nesta quarta-feira (20) por 2 a 2 e deixou tudo igual no confronto válido pelas semifinais da Copa do Brasil.

Mesmo pressionando no início do jogo, o Furacão acabou sendo dominado pelo Flamengo nos minutos seguintes e a equipe carioca saiu na frente do placar com Thiago Maia.

Porém, a situação foi totalmente inversa na segunda etapa. Pressionando bastante desde apito inicial, o Athletico-PR buscou o empate com Pedro Henrique marcando seu primeiro gol pelo Furacão.

A equipe paranaense conseguiu ajustar os problemas defensivos e anulou o Flamengo no segundo tempo. Quando precisou acelerar para matar na bola aérea, foi fatal e virou o jogo com Renato Kayzer indo às redes.

O Furacão conseguiu segurar o ataque rubro-negro até o último lance do jogo, mas Fasser abriu os braços e acertou Rodrigo Caio. O VAR revisou e marcou pênalti. Pedro foi às redes e deixou tudo igual aos 52 minutos.

O jogo de volta será disputado na próxima quarta-feira (27), a partir das 21h30 pelo horário de Brasília, no Maracanã.

Primeiro tempo

O início foi melhor para o Athletico-PR que iniciou marcando com linhas altas e pressionou bastante, “asfixiando” o Flamengo no campo defensivo.

Um dos maiores destaques da temporada pelo Furacão, o atacante Nikão era responsável pelas principais arrancadas em velocidades nos lados. Aos 4′, disparou pela esquerda e jogou na área para Kayzer, mas Isla recuou para Diego Alves.

A pressão inicial deu certo aos 6′ e o Flamengo errou na saída de bola na roubada de Nikão pela intermediária, mas o chute de longe saiu por muito na conclusão da jogada.

Marcando no 5-3-2 e no 5-4-1, o Athletico passou a marcar em bloco intermediário após os dez minutos, e isso foi o suficiente para o Flamengo conseguir o protagonismo da partida.

Em jogada individual aos 11′, Michael dominou pela direita e deixou dois marcadores para limpar o terceiro e cruzar, mas a bola foi desviada para escanteio. Everton Ribeiro levantou na área e Arão cabeceou para fora.

Na reposição, o rubro-negro carioca tomou a bola rapidamente e conseguiu  falta perigosa pela esquerda. Andreas cobrou na área e Léo Pereira cabeceou para Gabriel chegar pela esquerda e finalizar. No meio da trajetória, a bola parou em Thiago Maia na pequena área, dominando e chutando para abrir o placar aos 13′. O gol foi confirmado após análise do VAR.

Depois do gol, o Flamengo conseguiu pressionar bastante o Athletico-PR e acumulou chances para ampliar o placar. Aos 20′, se aproveitou do buraco no meio-campo e Gabriel armou o contragolpe em velocidade para Isla surgir pela direita e puxar para o meio, parando apenas na defesa do goleiro Santos.

Na cobrança de escanteio, Willian Arão subiu mais que a zaga adversária e testou firme para Santos fazer uma defesa difícil. Com a linha de cinco jogadores muito recuada, o Athletico não conseguia fazer a saída de bola. Na fase defensiva, as linhas seguiam tortas e um tanto desorganizadas.

Aos poucos, o Athletico-PR foi conseguindo reequilibrar as ações na Arena da Baixada. Aos 30′, Marcinho fez cruzamento pela direita e a bola passou em frente de todo mundo, saindo pela linha de fundo. Apesar de não ter levado perigo, o Furacão voltou a ocupar mais o campo de ataque.

Cinco minutos depois, Thiago Maia perdeu a bola no meio-campo e Cittadini arrancou pelo meio até chegar na entrada da área e finalizar à esquerda do goleiro adversário. Quatro minutos depois, Thiago Maia voltou a ser desarmado no meio e Isla teve que cortar para escanteio aos 39′.

A cobrança foi rápida e surpreendeu a defesa rubro-negra. Erick testou firme e Diego Alves teve que defender no susto, em lance que trouxe novamente o torcedor de volta ao jogo pois o Flamengo não conseguia mais segurar a posse com segurança.

Nos acréscimos, o Athletico voltou a incomodar o Flamengo. Aos 47,’ bola lançada na defesa pela esquerda e a bola sobrou para Ternas com espaço, mas a finalização saiu fraca. Antes do intervalo, um lance inusitado: Everton Ribeiro saiu do campo e não alcançou a bola na arrancada pela direita pois Alberto Valentim impediu a progressão do lance.

 

Segundo tempo

Buscando tirar a desvantagem do confronto jogando em casa, o Athletico-PR voltou pressionando bastante e marcando alto. Em mais uma roubada de bola, Terans chegou na esquerda e cruzou na área, mas Rodrigo Caio interceptou.

Na cobrança de escanteio vindo pela esquerda, o Athletico-PR achou seu sexto gol dos nove marcados na Copa do Brasil em jogadas de bola parada. Pedro Henrique subiu com liberdade na área, em frente à Léo Pereira, e cabeceou firme para vencer Diego Alves.

O Flamengo tentou responder com troca de passes. Isla cruzou atrás para Thiago Maia, mas a finalização saiu muito forte e acabou isolando a bola. Na sequência, Thiago Maia se recuperou e arrancou passe de letra para Michael que tentou finalizar de canhota, mas foi desarmado.

Os comandados de Renato Gaúcho ainda chegaram com Michael recebendo aberto na esquerda aos 10′, puxando para o meio e batendo firme pela direita. Aos 14′, Andreas Pereira partiu com a bola dominada e arriscou na entrada da área, mas finalizou para fora.

No restante do segundo tempo, o Athletico-PR conseguiu cadenciar o jogo com marcação em bloco baixo, mas com mais organização das linhas e meio-campo controlado, sem oferecer chances reais de gol para o adversário nos minutos restantes.

Aos 22′, Gabriel acabou desabando no campo sem condições de jogo e teve que ser substituído por Pedro, mas a alteração não surtiu efeito imediato e Renato Gaúcho viu seu time sofrer novamente com um problema crônico: as jogadas de bola parada.

Abner chegou pelo corredor esquerdo e cruzou na medida dentro da área para Renato Kayzer subir mais que Léo Pereira e cabecear muito firme, tirando qualquer chance de defesa para Diego Alves.

Com a vantagem construída, o Athletico-PR se fechou no campo defensivo para administrar o placar e esperar uma oportunidade para escapar pelos lados e tentar ser fatal para aumentar ainda mais o prejuízo do rubro-negro carioca.

A posse de bola foi amplamente dominada pelo Flamengo, mas a equipe de Renato Gaúcho voltou a abusar dos cruzamentos justamente pela falta de recursos ofensivos para furar o bloqueio defensivo bem organizado do adversário.

O Furacão conseguiu segurar o resultado com tranquilidade até os 50′ do segundo tempo quando um lance polêmico ocasionou revisão no VAR. Em bola levantada na área, Fasson subiu para tirar e acertou braço no rosto de Rodrigo Caio que ficou caído no gramado. O árbitro foi ao monitor e marcou pênalti a favor do Flamengo. Pedro bateu no meio do gol e descontou no último lance do jogo.

 

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 2-2 FLAMENGO

Data: 20/10/2021, 21:30
Estádio: Arena da Baixada
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Gols: 1T 14′ Thiago Maia (Flamengo); 2T 2′ Pedro Henrique (Athletico); 25′ Renato Kayzer (Athletico); 2T 52′ Pedro (Flamengo)

Substituições – Athletico: Pedro Rocha (Renato Kayzer); Jader (Terans); Fernando Canesin (Léo Cittadini); Lucas Fasson (N.Hernández)

Substituições – Flamengo: Pedro (Gabriel); Diego (Michael); Vitinho  (Thiago Maia); Kenedy (Andreas Pereira)

Athletico-PR (3-4-3): Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno, Nicolás Hernández; Marcinho, Erick, Léo Cittadini, Abner Vinícius; Nikão, Renato Kayzer, David Terans. Técnico: Alberto Valentim

Flamengo (4-2-3-1): Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Léo Pereira, Filipe Luís; Willian Arão, Thiago Maia; Everton Ribeiro, Andreas Pereira, Michael; Gabriel. Técnico: Renato Gaúcho

 

LEIA TAMBÉM:

Em dia de Champions League, Super Liga Europeia volta com tudo; saiba mais

Champions League: Klopp detona jornalista após pergunta sobre Simeone: “Eu não sou idiota e você não é uma boa pessoa”

Mercado da bola: Meia fala sobre a possibilidade de deixar o São Paulo

Manchester City quer craque do West Ham para substituir Fernandinho

Denilson lamenta passagem pelo Flamengo: “Não dei um chute”

Globo irá transmitir dois jogos ao vivo hoje (20); veja quais

Copa do Brasil, Champions e mais: veja os principais jogos de hoje(20)

Resumo do dia: Veja as principais notícias do futebol hoje (19)