Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

PVC diz o que fez Tite mudar a seleção brasileira e Neymar brilhar contra o Uruguai

Treinador foi elogiado pela escalação e camisa 10 por brilhar com gol e duas assistências

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

A escalação de Tite contra o Uruguai foi fundamental para o Brasil golear e voltar a ter boa atuação nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. A entrada de Raphinha, a centralização de Gabriel Jesus, a volta de Fred e o deslocamento de Paquetá para a ponta-esquerda deram certo.

Em comentário no podcast ‘A Mesa’, Paulo Vinicius Coelho rechaçou os comentários de que Tite atua na ‘mesmice’, usou a partida contra o Uruguai como prova e disse que o comandante estava incomodado com as críticas.

“Vejo muita gente reclamar da mesmice do Tite, mas eu não enxergo isso. Ele tem mexido, muda o sistema, muda jogadores de um jogo para o outro. De fato, se for pegar a lista dos que entraram (foram convocados), alguns passaram de passagem. Tem uma formação vai em torno de alguns jogadores”, disse PVC em comentário sobre Tite.

“O Tite está incomodado com o tanto de críticas, porque ele tem um alto nível de competitividade. Quando ele diz que o Brasil não enfrenta a Armênia nas Eliminatórias, é por isso. O Brasil fez o melhor jogo das Eliminatórias.”

Quem também foi destacado foi Neymar. O camisa 10 marcou um gol e deu duas assistências, para Raphinha e Gabigol, e foi um dos melhores em campo.

“O que me divertiu foi que a equipe reagiu, o time teve drible, ofensividade, o Neymar brincou em campo, brincou de jogar bola. A gente não estava vendo o Neymar jogar com alegria, mas ele jogou. Desde a primeira bola, na primeira ginalização ele castiga o Muslera. Foi um time que buscou o ataque.”

Leia também: