Home Futebol Corinthians: Cássio discorda de críticas à Sylvinho: “passam do ponto”

Corinthians: Cássio discorda de críticas à Sylvinho: “passam do ponto”

Goleiro saiu em defesa do atual treinador do Corinthians, lembrando que o time hoje está classificado para a Libertadores

Flavio Souza
Formado em Gestão de TI e cursando Jornalismo. Desde 2006 escrevo sobre esportes em geral, ingressando em dezembro de 2018 no site Torcedores.com, onde atualmente exerço função de Colaborador Sênior. Atualmente meu foco é no futebol brasileiro e internacional, mas procuro falar sobre outras modalidades, como esportes olímpicos, por exemplo. Meu foco é trazer informações relevantes sobre os clubes fora de campo, como entrevistas, análises financeiras, desempenho das equipes em redes sociais e análises táticas.
Corinthians

Felipe Szpak/Ag. Corinthians

PUBLICIDADE

Sylvinho segue convivendo com diversas críticas da torcida e de parte da imprensa. Os pedidos de demissão se intensificam a cada semana, mas o técnico segue com moral tanto com a comissão técnica e com o elenco.

Isso fica claro nas entrevistas dos principais atletas. como é o caso de Cássio. Nesta quarta-feira (8), o goleiro concedeu entrevista coletiva e fez questão de falar sobre o trabalho do técnico.

[DUGOUT dugout_id=”eyJrZXkiOiJYTEVoNllZUCIsInAiOiJ0b3JjZWRvcmVzIiwicGwiOiIifQ==”]

PUBLICIDADE

“Honestamente, acho que às vezes passam do ponto as críticas ao Sylvinho. Vi torcedor na internet falando: “Faltam 35 pontos para não sermos rebaixados, vamos contar os pontos para não cair.” O time conseguiu vaga direta para a Libertadores, fazia dois ou três anos que não disputávamos a Libertadores de forma direta. Acho que sim, tem muito trabalho do Sylvinho, temos muito a crescer com ele. Para o Brasileiro, fizemos um grande campeonato, oscilamos em alguns momentos, como outras equipes. Fora o Atlético-MG, campeão, que foi regular o tempo todo…

Acho que foi exagerado um pouco. Tem muito trabalho, dedicação, é um cara que chega cedo ao clube, vai embora tarde, está sempre tentando ajudar, melhorar. É um cara que sempre cobra a gente, não faz diferença ser mais novo ou mais velho. É um cara muito correto e, no meu ponto de vista, conseguiu levar o time. Chegaram reforços de peso, mas já vi clubes com reforços de peso não darem a resposta que o Corinthians conseguiu dar nesse Brasileiro.

Corinthians no G4

“Quando você quer dar uma resposta para alguém, aí que as coisas não acontecem. Nós sempre acreditamos que poderíamos buscar alguma coisa, antes mesmo de chegarem os reforços. Já peguei elencos menos qualificados aqui que fizeram grandes campanhas. Tem que valorizar. Da mesma maneira que tem a crítica, tem que valorizar o que foi feito. Não é para dar resposta para a torcida ou para vocês da imprensa, é para valorizar o que tem sido feito. Com todo respeito, esse quarteto que o Corinthians contratou, da maneira que foi contratado – e tem que parabenizar o presidente Duilio, o departamento todo – não sei se o Corinthians vai conseguir um dia contratar novamente quatro jogadores de nível de Seleção, como contratou agora. Mas não podemos deixar de valorizar o que foi feito de positivo.”

Campanha no Brasileirão

“Se falava muito que o Corinthians não era respeitado em casa, vejo o Corinthians muito respeitado em casa, principalmente quando voltou a torcida, que sentíamos falta. O Corinthians voltou a ser temido em casa, forte em casa. Não é supervalorizar o que a gente fez, mas tem que ser falado isso, foi um grande campeonato o Corinthians estar em quarto e garantir vaga na Libertadores. Era um título que queríamos muito ganhar, lembro em 2012 quando ganhou. O Corinthians entra forte no ano que vem na Libertadores. Se fala muito das críticas, mas quando tem as coisas boas tem que valorizar, precisa ser coerente.”

PUBLICIDADE

Corinthians luta de igual para igual com outras equipes em 2022?

“O Atlético-MG fez um campeonato acima da média, como fizemos em 2015, outras equipes fizeram em outros momentos. Vi times que ganhamos de 1 a 0, times que estavam lá embaixo, e outros times que estavam brigando pelo título foram lá e perderam. O campeonato é disputado entre 20 equipes. Estou confiante para a próxima temporada, a gente vem de duas temporadas direto, com desgaste. Ano passado não foi bom, esse foi melhor. Vínhamos em momento de reformulação, pode ser que cheguem novos jogadores, como já chegaram jogadores de qualidade.

Vejo o futuro do Corinthians com uma perspectiva muito boa. Ano que vem é ano para brigarmos por título, a cobrança vai ser para brigarmos por título. Vejo perspectiva de evolução, tem margem para isso, mas confesso que saio contente por termos chegado à Libertadores esse ano. Dá para evoluir, brigar com as equipes de primeiro escalão. Se for pegar o investimento que o Atlético-MG fez ou quanto tempo o Flamengo joga junto. Então, não é desculpa nenhuma, mas esse era um ano de evolução, e no ano que vem sim, a cobrança de todas as partes vai ser para o Corinthians estar entre os primeiros e ganhar títulos.

LEIA TAMBÉM:

Palmeiras desbanca rivais e lidera ranking de clubes mais populares no Google em 2021; veja top-10
Após declaração polêmica, Diego Costa quebra o silêncio e fala sobre permanência no Atlético-MG
Após negarem pedido de liberação para festa, dirigentes do Grêmio perdem a paciência com Douglas Costa
Jorge Jesus fica tocado com homenagens e muda pensamento sobre retorno ao Flamengo
Brasileirão Série A 2021: confira a tabela completa do campeonato
Renato Augusto diz que reforço aproxima Corinthians de Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG: “Vai ser espetacular”
Reforços à vista? Corinthians toma decisão sobre planejamento para 2022
Corinthians x São Paulo AO VIVO: saiba como assistir a final do Paulista Feminino
Cássio elogia reforços, mas ressalta que melhora do Corinthians é “mérito do Sylvinho”