Torcedores – Notícias Esportivas

Narrador diz que foi demitido da Globo depois de 13 anos após denunciar assédio

Linhares Júnior revelou que está estudando a possibilidade para abrir um processo contra a Globo e contra o gestor que ele acusa de ter cometido assédio

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Reprodução/Instagram'

O narrador Linhares Júnior anunciou em novembro que havia sido demitido do Grupo Globo, mas sem revelar grandes detalhes de sua saída do canal depois de 13 anos de serviços prestados. Agora, em entrevista ao site ‘Notícias da TV’, o profissional acusou a emissora de mandá-lo embora após uma denúncia de assédio moral feita contra o gerente de futebol, George Guilherme.

De acordo com o locutor, ele foi demitido 20 dias depois de ir até a ouvidoria da Globo e reclamar por ter sido “humilhado” por George Guilherme durante uma reunião com o gestor. Segundo Linhares Júnior, a polêmica teria começado ainda em 2019, quando ele pediu para ter mais oportunidades na emissora.

“Após a saída dos antigos nomes que estavam no SporTV, como o Raul Costa Jr., e também com a chegada de outros gestores, comecei a notar que perdi espaço. E comecei a pedir para o George mais oportunidades em partidas da Série A, em eventos importantes”, contou Linhares Júnior, que afirmou que seu pedido não foi atendido.

Sem sucesso com George Guilherme, o narrador contou que se reportou para Joana Thimotheo, diretora de Eventos Esportivos, mas o contato piorou a situação com o gerente, que não gostou da situação. “Ele me disse que eu não precisava mandar e-mail para ela, porque pareceu que estava passando por cima dele. Pedi desculpa se ele entendeu que foi essa a intenção, mas ela era gestora de todos nós. Depois disso, senti que perdi ainda mais espaço, mas que iria trabalhar em 2020 para recuperá-lo”.

Em 2020, porém, com a pandemia, Linhares Júnior teve dificuldades trabalhar, mas na retomada dos eventos esportivos, sentiu que tratamento e as poucas oportunidades continuavam. Foi aí, então, que solicitou uma reunião com George Guilherme, em outubro. O encontro foi em São Paulo, onde teria acontecido o episódio de assédio moral.

“Eu me coloquei à disposição para ir ao Rio de Janeiro, onde se tem mais estúdios para transmissão, e ouvi que era um narrador com um estilo antigo e ultrapassado. Me senti humilhado. Fiz a denúncia na ouvidoria da Globo e, 20 dias depois, fui chamado para uma reunião. Falei com um amigo: ‘Ou irão me dar uma bronca ou vão me demitir’. Me demitiram. (…) Eu imaginei que a empresa poderia fazer uma investigação séria. Mas ninguém falou comigo e não soube de nenhuma investigação. O gestor aparece em fotos de fim de ano normalmente, então imagino que nada aconteceu”, relatou Linhares Júnior, que revelou ainda que está estudando a possibilidade de processar a Globo e o gestor.

Em nota, o Grupo Globo informou que a demissão de Linhares Júnior já estava prevista para acontecer desde julho, por “uma decisão exclusivamente de gestão”, e informou que não comenta assuntos da ouvidoria, mas reafirmou “seu total compromisso com a apuração criteriosa de todo relato de assédio, moral ou sexual, assim que a empresa toma conhecimento”.

Leia também:
Ex-olheiro do Barcelona no Brasil, empresário cita jovem promessa do Palmeiras como novo camisa 10 da seleção
Cafu critica convocação só para impedir jogador de se naturalizar e atuar por outra seleção
Milton Neves diz que jogador do Flamengo deveria ser titular da seleção se a Copa fosse agora: “Primeiro ele, depois o Neymar…”
Comentarista coloca Santos na lista de times que precisam ser vendidos: “Não tem apelo e nem força para levantar sozinho”
Emerson Sheik prevê “presentão de réveillon” no Corinthians e Zé Elias indica jogador do Atlético-MG como reforço ideal

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes