Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

CBF exigirá vacinação completa contra a Covid-19 no futebol brasileiro

CBF confirmou que obrigará vacinação contra a Covid-19 em todas as competições do futebol masculino e feminino, afetando Brasileirão e a Copa do Brasil

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Lucas Figueredo / CBF

A CBF divulgou nesta sexta-feira (21) o Guia Médico de Medidas Protetivas para o Futebol Brasileiro 2022, confirmando que será exigida a vacinação completa de todos os atletas que disputarem as competições nacionais de futebol masculino e feminino.

Este comprovante de vacinação será exigido do atleta sempre antes de uma partida. Caso não seja apresentado o comprovante, a CBF utilizará uma função do software para impedir que o jogador participe do jogo.

A obrigação do comprovante da vacinação à Comissão Médica Especial da CBF será incluída nos regulamentos específicos de cada torneio organizado pela entidade.

Por fim, a CBF recomendou que federações estaduais também façam exigências de vacinação obrigatória contra o novo coronavírus, mas não impôs esta obrigação.

Cabe ressaltar que esta medida é semelhante à adotada pelo governo francês em vigor desde 18 de janeiro, quando passou a ser exigido que todos os atletas que disputem competições do esporte francês estejam vacinados, incluindo os jogadores da Ligue 1.

No entanto, a questão já levantou polêmica em alguns grandes centros, sendo o principal deles a Inglaterra. Um levantamento da BBC revelou que menos de 70% dos jogadores da Premier League estavam vacinados contra a Covid-19. Não por acaso, o campeonato foi muito afetado e possui 20 jogos adiados por surtos de coronavírus nas equipes.

Veja a nota oficial da CBF sobre a vacinação obrigatória dos jogadores

“A Comissão Médica Especial da Confederação Brasileira de Futebol, no acompanhamento da evolução da pandemia de COVID-19 no Brasil, publicou atualização do documento que descreve as medidas protetivas a serem adotadas pelos clubes nas competições coordenadas pela CBF, regulamentada pela Diretoria de Competições através da publicação da Diretriz Técnica Operacional.

A CBF reitera a adoção das medidas preconizadas pelas autoridades de saúde e contribui diretamente para que as atividades ocorram de modo responsável, seguro e ao seu tempo em cada localidade, sabedora do padrão de transmissão não homogêneo em todo o território nacional. A Comissão Médica Especial é responsável pela verificação e pelo controle dos certificados de vacinação contra a COVID-19 emitido pelas autoridades sanitárias do país, pela gestão de resultados dos testes RT-PCR e dos testes Pesquisa de Antígenos realizados pelos clubes, pela análise dos inquéritos epidemiológicos, além da implementação das medidas protetivas descritas.

Estão consolidados neste documento aspectos vigentes da primeira edição do Guia Médico publicado em junho de 2020, da segunda edição publicada em maio de 2021, com aperfeiçoamentos e implementações a serem aplicados na temporada 2022. Um desses é a obrigatoriedade da apresentação de comprovante de vacinação plena contra a Covid-19 à Comissão Médica da CBF.

A Comissão Médica Especial da CBF é assessorada cientificamente por um Conselho de Infectologistas e Epidemiologistas.”

 

LEIA TAMBÉM