Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Após contrato rescindido por violar protocolo de coronavírus, Evander Kane vai à NHLPA para contestar decisão do Sharks

Left wing do San Jose Sharks, Evander Kane teve o vínculo rescindido após atleta fraudar o cartão de vacinação contra coronavírus

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Divulgação

Não é novidade, mas Evander Kane se viu envolvido em mais uma polêmica. O left wing do San Jose Sharks, da National Hockey League (NHL), teve o contrato rescindido pela franquia. Em outubro, a liga o puniu por 21 jogos. A equipe o mandou para o San Jose Barracuda, da American Hockey League (AHL), afiliado do time da major league. Ele, entretanto, apelou à National Hockey League Players’ Association (NHLPA) para revalidar o próprio contrato.

A dispensa de Evander Kane veio no último sábado (08). A atitude da franquia veio após o atleta fraudar o próprio cartão de vacinação, exigido pela NHL. A punição da liga veio, e a franquia o encaminhou para uma equipe afiliada de uma liga menor durante o período. Após o período, ele foi para os waivers – espécie de lista de atletas disponíveis para negociação. Uma vez negociado, o atleta é liberado sem impacto no salary cap (espécie de teto de gastos de cada equipe) de uma equipe.

Contestação

Ao ser interrogado, o staff de Evander Kane contestou a decisão do Sharks. Dan Milstein, empresário do atleta, destacou que a atitude “não tem base legal”. A própria NHLPA, espécie de sindicato de atletas, confirmou o pedido do jogador:

(Tradução do tweet: “Estamos cientes da intenção declarada do San Jose Sharks de rescindir o contrato de Evander Kane. A NHLPA pretende contestar qualquer ação registrando uma queixa”)

O atleta já foi acusado de violência sexual pela própria esposa após o funeral da filha natimorta.

LEIA MAIS
Equipe da NBA vê novo filme da saga Star Wars em shopping que era alvo de tiroteio
Terra plana: conheça as estrelas da NBA que acreditam na teoria
Craque do Golden State Warriors faz cirurgia e volta à NBA apenas em 2020, afirma empresário do jogador