Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Manchester United teria vestiário ‘rachado’ entre grupo de CR7 e outros atletas

Grupo de atletas ‘lusófonos’ e o restante do elenco dos Red Devils estariam brigados, segundo informações

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial Manchester United

As mudanças no Manchester United parecem não ter sanado os diversos problemas internos dentro do clube. E agora há a informação de uma possível ‘divisão’ dentro do elenco no qual um dos principais ‘centros’ é sua grande estrela, Cristiano Ronaldo.

O tabloide inglês Daily Mirror divulgou nesta semana a existência de dois grupos distintos de atletas dentro do elenco dos Red Devils. As duas ‘panelas’ seriam formadas pelo grupo dos atletas lusófonos (com CR7, Bruno Fernandes e Diogo Dalot, além dos brasileiros Alex Telles e Fred) e os que não falam português.

Campeonato Inglês 2021/22

Confira a classificação atualizada

A extensão do impacto de tal vestiário ‘rachado’ não foi revelada pelo jornal, mas há vários desacordos entre os dois lados nas últimas semanas. Além disto, métodos de treinamento impostos pelo técnico Ralf Rangnick estão sendo fortemente contestados pelo elenco do United e há diversos vazamentos de informações sobre a insatisfação dos atletas com a situação do clube.

E com isso, há o temor de que muitos dos principais jogadores queiram deixar Old Trafford. Cristiano Ronaldo seria um deles, com rumores de que o jogador estaria ‘arrependido’ de ter voltado ao Manchester United e até estaria discutindo ir uma possível ida para o Barcelona, segundo rumores da imprensa europeia.

Em entrevista recente, Rangnick admitiu a existência de ‘atletas infelizes’ dentro do United e que tenta ‘driblar’ tais insatisfações, apesar da situação complicada dentro de campo que vive o United, que não está brigando para liderar a Premier League.

“Só dez jogadores de campo podem jogar e mais três substituições, então há uma grande quantidade de atletas que não jogam ou nem são relacionados. Os jogadores estão todos infelizes com essa situação e isso é óbvio. Tento explicar aos nossos jogadores o porquê deles não estarem jogando e isso é um problema para nós e outros clubes”, afirmou o treinador dos Red Devils.

O único alívio que o Manchester United tem é que está nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Uefa, em que enfrenta o Atlético de Madrid.

LEIA TAMBÉM

Morte de jogador no Flamengo-PI, ‘reforço’ no Palmeiras, proposta no Atlético-MG e Vagner Love: as últimas do futebol

Santos recusou Endrick? Garoto foi oferecido, mas o Santos diz que não tinha como concorrer com a proposta do Palmeiras

Richarlyson, ex-São Paulo, é anunciado como novo comentarista da Globo

Mercado da Bola: Flamengo pode fechar a saída de mais um jogador para 2022

Novo reforço do Atlético-MG, Diego Godín recebia um salário maior do que Hulk e Diego Costa; veja valores

Dívida pesada! Confira quanto o Cruzeiro tem que pagar a clubes até 2023

Atlético de Madrid entra na briga por Nikola Milenkovic, da Fiorentina

Rivaldo se declara fã e destaca personalidade de Neymar: “Características ímpares no futebol”