Torcedores – Notícias Esportivas

Mike McCarthy endossa crítica de Dak Prescott aos árbitros em derrota do Cowboys para o 49ers

Após derrota do Dallas Cowboys para o San Francisco 49ers na Wild Card Round da NFL 2021, Mike McCarthy também criticou os juízes

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Divulgação

O final de jogo em Dallas Cowboys 17×23 San Francisco 49ers, na última Wild Card Round, no domingo (16), não foi apenas emocionante, foi marcante. Para os torcedores da franquia do Texas, também foi revoltante. Na visão dos envolvidos com a equipe, a arbitragem demorou para posicionar a bola em campo e fez com que a vitória se encaminhasse para a agremiação da California. Mike McCarthy, head coach do time perdedor, criticou os árbitros da peleja e defendeu um dos criticados no caso.

O criticado defendido pelo treinador foi Dak Prescott, quarterback da equipe. Muitos afirmaram que a corrida (que, no futebol americano, não para o cronômetro), foi uma jogada ruim. Não na visão do técnico. “Você quer fazer uma Hail Mary na linha de 50 jardas ou você quer correr cinco rotas verticais da linha de 25 jardas? Então, essa é a decisão certa”, pontuou Mike McCarthy em entrevista coletiva – que, com a frase, também defendeu a si mesmo. É função dele chamar qual jogada será executada em campo.

Depois, o head coach fez as críticas que achou cabíveis aos árbitros. “Eu nunca vi isso acontecer da forma como aconteceu em relação à colisão entre o árbitro e o quarterback. Estávamos tentando entrar na linha de 30 jardas para preparar a última jogada. A mecânica estava intacta do nosso lado. A comunicação que me foi dada na sideline era de que eles estavam revisando. Eles iriam colocar o tempo de volta no relógio. Depois, fiquei sabendo que eles estavam saindo do campo. Esses são os únicos fatos que eu tenho”, finalizou Mike McCarthy.

Críticas de Dak Prescott

Os comentários do treinador estão na mesma direção do que foi dito pelo quarterback. “Nós treinamos isso. Você entrega a bola ao center. Normalmente tudo o que o árbitro tem que fazer é entrar e tocar na bola. É triste. Você está falando de um time, você está falando de homens que saem todos os dias de suas vidas e dão tudo pelo esporte, dão tudo para este jogo. Ninguém quer ter mais sucesso do que nós. Eu entendo os fãs e a palavra do fã fanático, eu entendo. Mas saber tudo o que colocamos nisso, dia após dia, tentar o nosso melhor, ninguém entrou na partida querendo ou esperando perder, e para as pessoas reagirem daquela maneira quando você deveria ser um torcedor e estar conosco… é difícil”, destacou Dak Prescott antes da fala de Mike McCarthy, também em entrevista coletiva.

LEIA MAIS
Equipe da NBA vê novo filme da saga Star Wars em shopping que era alvo de tiroteio
Terra plana: conheça as estrelas da NBA que acreditam na teoria
Craque do Golden State Warriors faz cirurgia e volta à NBA apenas em 2020, afirma empresário do jogador