Torcedores – Notícias Esportivas

Presidente cogita oferta e Cavani pode ter destino inesperado: “Gostaria que ele terminasse a carreira aqui”

Uruguaio está de saída do Manchester United e deve ser alvo de “enxurrada” de propostas

Bruno Romão
25 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Michael Regan - Getty Images

Como não terá seu vínculo estendido, Cavani será um dos jogadores que prometem movimentar o mercado no meio do ano. Apesar de ser alvo de gigantes do futebol sul-americano, existe uma grande possibilidade do atacante ficar na Europa, onde tem mercado nas cinco principais ligas do continente. Sendo assim, a Salernitana, que se salvou do rebaixamento no Campeonato Italiano, sonha com a contratação do atleta.

Em entrevista ao jornal La Gazzetta dello Sport, Danilo Iervolino, presidente do clube, admitiu interesse em Cavani. Anteriormente, a Salernitana fechou com Ribery, demonstrando que o objetivo pode estar ao alcance em junho. Dessa forma, a contratação seria um grande presente para a cidade com cerca de 140 mil habitantes.

“Se for possível e aprovado pelo treinador, tentaria levar o Cavani. Gostaria que ele terminasse sua carreira conosco aqui em Salerno. Gostaria de dar à cidade o ‘Matador’.“, afirmou o dirigente.

Além da Salernitana, a Fiorentina também é visto como um possível destino de Cavani. Como Krzysztof Piątek não deve ser comprado e Arthur Cabral ainda não deslanchou, a Viola pode apresentar uma proposta ao jogador de 35 anos. Anteriormente, o uruguaio brilhou pelo Napoli e tem chances de ver com bons olhos um retorno ao país.

FUTURO DE CAVANI

Segundo o jornalista Fabrizio Romano, Cavani prioriza uma transferência para Espanha. Porém, o atacante não descarta nenhum destino, algo que mantém a possibilidade do atleta jogar no Brasil, onde já esteve na mira de Corinthians, Atlético-MG e Botafogo.

Meu irmão comentou um pouco sobre diferentes oportunidades e situações apresentadas atualmente. E entre elas, a possibilidade de jogar no Brasil. Não mencionaria especificamente um time, mas recebemos contatos do Brasil para o ano que vem estar aí, na próxima temporada. “São oportunidades, portas que se abrem. E como eu sempre digo, sou muito grato aos brasileiros porque sempre que jogo no Brasil, quando estive com a minha seleção sempre foram muito carinhosos. É algo que reconheço, porque se tem uma coisa que eu sou, é grato. Sobre o futuro, ainda não sei, vamos ver o que acontece, mas sou muito grato aos brasileiros. Para mim, o futebol é tão lindo. E onde eu estiver, o vivo da mesma forma. Não sou aquele tipo de pessoa que diz que tal liga é melhor, que ganhar um título lá é diferente de ganhar aqui. Houve interesse do Brasil sim, não só agora, mas antes também. Mas vamos ver o que acontece, porque nem eu tenho claro, apenas que quero achar um lugar onde eu possa jogar e voltar ao ritmo, é o que eu mais quero para a minha seleção. Quando assisto pela televisão um jogo da Libertadores, quando vejo um clássico da América do Sul, fico arrepiado, adoro assistir, adoro sentir. Imagino se um dia sou eu ali, jogando”, disse à ESPN.