“Repercussão infeliz”: Edinho nega que Pelé esteja depressivo e cita frase tirada de contexto

Ex-goleiro do Santos disse que problema de Pelé não é um quadro clínico

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Robert Cianflone/Getty Images

Após a repercussão de que Pelé estaria com um quadro de depressão, o ex-goleiro Edinho, filho do Rei do Futebol, se pronunciou em entrevista ao programa Bola da Vez, da ESPN, em trecho divulgado pela emissora, e disse que tudo se tratou de uma frase mal colocada.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Segundo o ex-goleiro, vice-campeão brasileiro pelo Santos em 1995, sua fala foi tirada de contexto e Pelé não está com quadro algum de depressão.

“Foi uma colocação que eu fiz, que foi tirada um pouco do contexto. A palavra depressão, por exemplo, na tradução para o português, foi mais para citar o estado emocional, não é um quadro clínico, um diagnóstico, foi simplesmente uma frustração”, disse o filho de Pelé e ex-goleiro do Santos.

Acompanhe as notícias do seu time do coração pelo Facebook

Questionado pelo jornalista Gustavo Zupak se tratava mais de um estado de deprimência que de uma depressão, Edinho concordou.

“Isso, claro. Não é um quadro clínico”, repetiu o ex-jogador. “É só uma visão íntima do filho falando, mas teve essa repercussão infeliz.”

A frase de Edinho, dada ao Globoesporte.com, repercutiu mundialmente e preocupou uma série de jornais internacionais, que lamentaram a possível doença de Pelé, que tem sofrido com problemas renais e no quadril.

“Ele tá bastante fragilizado em relação à mobilidade. Ele fez o transplante do quadril e não fez uma reabilitação adequada, ideal”, disse o ex-jogador, que ainda revelou um erro médico no primeiro tratamento no quadril de Pelé.

“Então, ele está com esse problema da mobilidade, que acaba acarretando uma certa depressão, um quadro ali… Imagina, ele é o rei, sempre foi uma figura tão imponente, e hoje ele não consegue mais andar direito. Ele fica muito acanhado, muito constrangido com isso.”

Leia mais:
Dedé usará período de licença para procurar novo clube e não deve mais jogar pelo Cruzeiro