Gramado sintético e clima hostil no Chile não assustam Yuri e o Fluminense: “O grupo está ciente dessas dificuldades”

Protestos políticos? Atmosfera hostil? Gramado sintético? Yuri afirma que, em Unión La Calera x Fluminense, tricolor está preparado para tudo

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Twitter/Reprodução

A quinta-feira (14) teve entrevista coletiva de Yuri no Centro de Treinamento Carlos José Castilho. O volante do Fluminense falou, principalmente, sobre o jogo contra o Unión La Calera. A peleja de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana 2020 será disputada no estádio Nicolás Chahuán Nazar, na próxima terça-feira (18), às 19h15 (Horário de Brasília).

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Uma das dificuldades elencadas pelos repórter foi o gramado sintético do estádio. Yuri afirmou que não teme a característica da cancha. “Temos de jogar do nosso jeito. Óbvio que buscando o jogo, como em qualquer outro. O Fluminense sempre entra querendo vencer. E temos cuidado, também. Não pode ir de qualquer jeito, num gramado sintético. É o que sempre falo. É levarmos para dentro de campo o que treinamos. As chances de ir bem são maiores. Eles estão mais acostumados que a gente. Temos de tentar nos adaptar o mais rápido possível”, declarou.

O clima hostil no Chile, com protestos políticos tomando conta do país, também foram citados. O fato de ser um duelo eliminatório, idem. Yuri garante que o elenco sabe de tudo isso. “O grupo todo está ciente dessas dificuldades que vamos encontrar lá. Vamos conversar sobre isso durante a semana. Sabemos que não podemos entrar pensando nisso, vamos lá no Chile para vencer. Queremos buscar a vitória. Temos de vencer, mas temos de entrar tranquilos. Fazendo o que treinamos, temos muitas chances de sair com um resultado bom”, afirmou.

Cera

Outra preocupação é uma possível cera do Unión La Calera. O 0x0 classifica o adversário. Yuri defende o psicológico do grupo tricolor. “Todo mundo está acostumado. Tem muito isso no futebol. Quando time está com resultado na mão, começa a fazer cera. Temos que ir mentalmente preparado para isso. É fazer nosso papel dentro de campo”, finalizou.

Mais do volante

Yuri comemorou a boa temporada individual em 2019, mas lamentou a qualificação final da equipe no Brasileirão.

LEIA MAIS
Muriel é perdoado pela torcida do Fluminense após falha contra o Internacional: “Fez dois milagres no jogo, injustiça absurda falar mal”
Fluminense x São Paulo será a primeira partida de Ganso contra a equipe em que atuou mais vezes na carreira
Torcedor do Fluminense, Paulo Henrique Amorim tratou do esporte para cutucar inimigos políticos e Rede Globo