Torneio de luta livre é realizado em faculdade dos Estados Unidos, ignorando onda de preocupação com Coronavírus

Evento contou com mais de 600 atletas de 84 faculdades

Raphaela Silva
Colaboradora do Torcedores.com.

Foto: Smiley N. Piscina/The Dallas Morning News

A National Collegiate Wrestling Association, associação sem fins lucrativos que organiza programas de luta livre em várias faculdades dos Estados Unidos, realizou neste último fim de semana lutas de seu torneio nacional, ignorando recomendações de governos locais e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, para cancelar todos os eventos presenciais com 50 ou mais pessoas nas próximas oito semanas, com a intenção de limitar o avanço do COVID-19.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!
Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O torneio contou com a presença de mais de 600 atletas de 84 faculdades, entre elas Ohio State e UCLA. O evento foi realizado na cidade de Allen, no estado do Texas.

O diretor executivo do torneio, Jim Guinta, disse ao The Dallas Morning News o motivo de não cancelar as lutas: “Muito disso é motivado pelo medo” e “Vamos operar fé ao invés de medo”, disse o diretor.

De acordo com o The Dallas Morning News, o torneio contou com três tapetes principais que foram higienizados apenas três vezes por dia, e que atletas que registrassem temperaturas acima de 100,4 graus Fahrenheit deveriam ser desqualificados, mas que nenhum atleta teve a temperatura medida durante todo o evento. Uma das poucas medidas de prevenção foi o não levantamento de mãos dos lutadores pelos árbitros.

LEIA MAIS: 

Dana White diz que programação do UFC seguirá mesmo com coronavírus

Demian Maia admite chance de se aposentar e elenca rivais