Ex-presidente do Corinthians diz que modelo de negócio do estádio do Palmeiras foi melhor que o da Arena

Roberto de Andrade disse que o Corinthians tenta renegociar o valor do pagamento mensal com a Caixa e pode demorar até perto dos 30 anos para quitar o estádio em Itaquera

Danielle Barbosa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Facebook Arena Corinthians

O ex-presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, questionou o modelo de negócio da Arena Corinthians e admitiu que a parceria firmada entre o rival Palmeiras e a construtora WTorre foi melhor. O ex-mandatário negou que a construção do estádio alvinegro tenha sido um erro, mas explicou que “existiam maneiras melhores” de viabilizar a obra.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“Não dá para falar que (a Arena Corinthians) é um erro porque é um sonho de qualquer clube ter uma arena. Pode ser que o erro…Eu não gosto de falar isso porque não participei da forma que foi desenhada a parte financeira. Eu lembro muito bem que todo mundo criticava a forma que o Palmeiras negociou a arena dele por 30 anos com a WTorre. E o Palmeiras continua com a bilheteria, paga um aluguel para usar o campo, mas a receita do estádio é 100% do clube”, disse Roberto de Andrade durante entrevista ao programa ‘Expediente Futebol’, do Fox Sports.

“E nós fizemos de uma forma diferente. Só que olhando hoje, a gente vê que a forma que o Palmeiras fez foi melhor que a nossa porque a gente não consegue viabilizar. Nós vamos pagar o estádio? Vamos pagar o estádio. Talvez não no mesmo prazo, talvez até igual ao Palmeiras, em 30 anos ou perto disso. Nós fizemos em 15 anos, começamos a pagar em 2015, então faltam dez. Desses dez, estamos aguardando uma conversa com a Caixa para podermos renegociar o valor mensal e fatalmente vamos esticar o prazo. Não sei se para 15, 20…se não for 30, vai ficar muito perto disso. Podemos dizer que existiam maneiras melhores, mas não podemos nos queixar por isso, já foi”, acrescentou o ex-presidente corintiano.

Em recente entrevista ao programa ‘Jogo Aberto’, da Band, o atual presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, foi questionado sobre o valor da dívida do clube pela Arena, e explicou. “Nós devíamos R$ 1,6 bilhão. Já acertamos metade, quase R$ 600 milhões que a construtora já deu a quitação, agora estamos negociando a outra parte, e vai ser aquilo que eu sempre falei, fica só a Caixa (Econômica Federal) que são os R$ 400 milhões mais correção que é o que temos que pagar”.

LEIA MAIS:
Você lembra quem fez o primeiro gol oficial da Arena Corinthians?
Você lembra? Cássio foi eleito o melhor jogador do Mundial de Clubes de 2012
Romero, Jadson e Jô: veja a lista atualizada dos maiores artilheiros da Arena Corinthians
Roberto de Andrade ‘ataca’ Bandeira de Mello e relembra saída de Guerrero: “Ele jogou no Flamengo?”