Médico da CBF admite que protocolo do futebol contra o coronavírus sofrerá modificações

Jorge Pagura deixou claro que modificações podem ocorrer em breve

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/CBF

O médico da CBF, Jorge Pagura, disse em entrevista à Agência Brasil nesta quinta-feira (27) que o protocolo do futebol contra o coronavírus, que permitiu o retorno das atividades no setor ainda sem junho, pode mudar.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Conheça a Bet4Plus e experimente fazer uma aposta esportiva grátis, sem necessidade de depósito

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Segundo o chefe da equipe médica da entidade, há uma avaliação diária das novidades para que as modificações sejam feitas.

“No protocolo, está colocado que ele pode ser modificado a qualquer momento. Então ele vai, sim, realmente sofrer modificações”, admitiu Pagura à Agência Brasil.

“A gente diz que ele é uma peça viva, é uma foto do momento. Mas ele pode ser modificado, sim, sempre para que melhoremos nosso controle, seja com evidências científicas muito bem pautadas ou até por alguma observação. Estamos avaliando diariamente tudo o que está acontecendo. E o que for necessário fazer para melhorar, nós vamos aprimorar esse protocolo quantas vezes forem necessárias.”

O médico da CBF ainda revelou que não há surpresa no número de infectados nas primeiras rodadas das competições nacionais. Todas as séries do Brasileirão têm sofrido com adiamentos em jogos devido ao alto índice de casos em alguns clubes.

“O número (de infectados) não surpreendeu porque a prevalência espelha, mais ou menos, o que acontece no país. O que nos surpreendeu é que mais de 50% desses casos positivos vieram de cinco clubes”, disse Pagura.

Na Série B, CSA e Confiança têm sofrido com a infecção pelo novo coronavírus e tiveram vários jogos adiados. Mesma situação passa o Imperatriz, na Série C, que perdeu seus primeiros jogos após quase todo o elenco testar positivo.

A 1ª rodada do Brasileirão Série A também foi um problema, já que o Goiás teve nove jogadores que testaram positivo. Atualmente quem passa por problema parecido é o Sampaio Corrêa, na Série B.

Leia mais:
Apresentador que deixou Globo após zoar o Corinthians assina com a Jovem Pan