Colômbia negocia rescisão amigável com Carlos Queiroz, diz rádio

Carlos Queiroz tem contrato com a Federação Colombiana de Futebol até julho de 2022

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação /Conmebol

Uma rescisão amigável. Assim a Federação Colombiana de Futebol pretende decidir o futuro de Carlos Queiroz, ameaçado no cargo após a seleção ser goleada por 6 a 1 pelo Equador na última terça-feira pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

Siga o Torcedores também no Instagram

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

De acordo com a “Rádio Caracol”, da Colômbia, o presidente FCF, Ramón Jesurún Franco e o departamento jurídico da entidade analisam maneiras para definir o futuro do português. Há a expectativa de que Carlos Queiroz se reúna nas próximas horas para discutir a situação.

Ainda segundo a emissora, a demissão do treinador português deve custar US$ 2 milhões (R$ 10,6 milhões, pela cotação atual). Além disso, o valor será pago parceladamente nos próximos anos. A expectativa é que dívida seja liquidada antes do Mundial do Qatar.

Acompanhe as notícias do seu time do coração pelo Facebook

Aos 67 anos, Carlos Queiroz foi contratado em fevereiro do ano passado para substituir José Pékerman. O argentino deixou o cargo após comandar a seleção colombiana nas Copas de 2014 e 2018. O vínculo do português termina em julho de 2022.

Carlos Queiroz na Colômbia

A Colômbia é a quinta seleção da carreira de Carlos Queiroz. Antes de desbravar a América do Sul, moçambiqueno naturalizado português comandou equipes da Ásia, Europa e África. Nesse ínterim, ele ficou à frente do Irã, Portugal, África do Sul e Emirados Árabes. Além disso, o treinador acumula passagens no Sporting, New York Red Bulls, Nagoya Grampus, Manchester United e Real Madrid.

O português estreou a frente da Colômbia com vitória sobre o Japão em março de 2019. Porém, o treinador acumulou críticas por não fazer a equipe apresentar um futebol de qualidade. Nesse ínterim, foram 18 partidas, nove vitórias, três empates e quatro derrotas. No ano passado conduziu o time as quartas de final da Copa América.

LEIA MAIS: