Brasileirão: São Paulo descarta escalar time misto e usará força máxima contra o Flamengo, diz blog

São Paulo e Flamengo medem forças pela última rodada do campeonato

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Rubens Chiri/Spfc.net

Segundo o blog do jornalista PVC, no “GE”, o São Paulo não vai escalar um time alternativo na última rodada do Brasileirão. Dessa forma, apesar de já estar garantido na Libertadores, o Tricolor usará o que tem de melhor no duelo contra o Flamengo. Sendo assim, caso nenhum jogador se lesione ou fique suspenso no confronto diante do Botafogo, a tendência é que os principais atletas estejam em campo na quinta (25).

“Não há chance (de usar time misto). Em respeito ao campeonato e à nossa torcida, iremos com o que tivermos de melhor”, afirmou um diretor do clube que foi consultado.

Portanto, se nenhum jogador ficar fora do embate, Marcos Vizolli deve escalar: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Gabriel Sara, Daniel Alves e Igor Gomes; Luciano e Pablo (Tchê Tchê).

Seu time maltrata seu coração? 

Deixa que o Clude cuida dele para você!

Para o jogo contra o Botafogo, que pode garantir a vaga do clube paulista no G-4, Gabriel Sara, Léo Pelé, Reinaldo, Tchê Tchê e Vitor Bueno entram pendurados. Portanto, os atletas do grupo correm o risco de suspensão para a última rodada. Além disso, Gonzalo Carneiro, com trauma no quadril, é dúvida para encarar o Flamengo, já que não vai encarar o Glorioso nesta segunda (22).

Na 38ª rodada, o São Paulo vai contar com torcida do Internacional. Isso porque o Colorado perdeu a liderança do Brasileirão após ser derrotado pelo Flamengo. Dessa forma, o time de Abel Braga precisa de um tropeço do Rubro-Negro no Morumbi e uma vitória sobre o Corinthians para ficar com o título.

LEIA MAIS

Ceni avalia permanência no Flamengo e compara atmosfera em relação ao São Paulo: “É especial trabalhar aqui”