Em evento, Atlético-MG divulga valor total da sua dívida; veja os números

Nesta sexta, Atlético apresentou ao seu torcedor a real situação financeira do clube

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgacao/Atlético

Em nome da transparência, o Atlético realizou hoje a primeira edição do Galo Business Day, evento este criado para apresentar os números financeiros do clube. Estes, inclusive, que assustam o torcedor alvinegro temendo que algo parecido com o que vive o rival Cruzeiro se repita.

De acordo com o vice-presidente José Murilo Procópio, o Atlético possui hoje uma dívida de R$ 1,2 bilhão. O montante, de fato assusta, mas a cúpula alvinegra vê como ponto positivo ter um patrimônio maior. Além disso, destaca também o corte de gastos desde que a nova gestão assumiu o Galo. No evento, foram apresentados planos para diminui-la para R$ 341 milhões até 2026.

– O Atlético tem um passivo de R$ 1, 2 bilhão. Mas o Atlético tem patrimônio superior a isso. O que nos cabe é o que estamos fazendo, reduzir custos. Fizemos economia em média de R$ 100 mil por mês só no departamento jurídico. Não temos mordomia nenhuma no Atlético, não tem motorista ou segurança para ninguém. Eu ando solto por aí. Minha preocupação não é o passivo, e sim reduzir despesa – diz Procópio em aspas colhidas pelo ge.com, já que o evento não foi transmitido pelos canais oficiais.

Veja também: Organizada do Atlético dispara e quer a saída de 3 titulares: “Paciência acabou”

Diretor financeiro do Atlético, Paulo Braz detalhou o crescimento patrimonial do clube nos últimos anos.

“R$ 1,3 bilhão de patrimônio contábil. Crescimento de R$ 481 milhões de 2019 para 2020. E não tem aqui a mais-valia dos jogadores. O que daria mais do que R$ 1,5 bilhão.”

Sobre a redução de custos, a direção se viu obrigada a demitir alguns funcionários, cenário este acentuado por conta também da pandemia da Covid-19.