Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Libertadores: Torcedores cobram reforços e ‘cancelam’ presidente do Fluminense nas redes sociais

Mário Bittencourt é cobrado pela falta de contratações expressivas para 2021

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/ Fluminense

O Fluminense estreia na Copa Libertadores da América, no final de abril, após oito anos sem disputar o torneio. Para a competição de clubes mais importante do continente, a diretoria tricolor realizou algumas contratações. No entanto, a torcida cobra reforços expressivos para tentar conquistar pela primeira vez a ‘Glória Eterna’.

Além do técnico Roger Machado, ex-jogador do clube e campeão da Copa do Brasil de 2007, o Fluminense acertou a chegada de nove jogadores. No entanto, os mais conhecidos são os lateral-direito Samuel Xavier, Rafael Ribeiro e Wellington. O zagueiro David Braz está apalavrado com o Tricolor e deve ser anunciado nos próximos dias.

Além disso, a diretoria resolveu manter o volante Hudson e o Caio Paulista. Os jogadores tiveram seus empréstimos junto a São Paulo e Avaí, respectivamente, até dezembro de 2021. O Tricolor das Laranjeiras ainda terá jogadores das categorias de base na lista, ou seja, com pouca rodagem internacional na lista de inscritos para o torneio.

Por outro lado, o clube fracassou nas negociações para contratar o zagueiro David Duarte, do Goiás, os meias Jean Pyerre, do Grêmio e Willian Bigode, do Palmeiras e os atacantes Eduardo Sasha, do Atlético Mineiro e Matheus Babi, do Botafogo. O jogador alvinegro, inclusive, está de malas prontas para defender o Athletico Paranaense.

Por isso, a Torcida Força Flu, uma das mais influentes nas redes sociais, utilizou seu perfil no Twitter para criticar a enigmática postagem do presidente Mário Bittencourt sobre não perder tempo dando explicações. A mensagem do mandatário tricolor em seu Instagram não teve boa ressonância nas demais ferramentas de relacionamento.

Executivo de futebol também é alvo de críticas

A postagem da torcida organizada também pede a saída do diretor executivo, Paulo Angioni, homem de confiança de Mário Bittencourt. Com passagens por Flamengo, Palmeiras e Vasco, o dirigente é funcionário do clube desde 2018. Ele, inclusive, foi contratado para o lugar de Paulo Autuori. É, portanto, remanescente da gestão Pedro Abad.

Nesse ínterim, Paulo Angioni participou das negociações que levou Fernando Diniz, Osvaldo de Oliveira, Odair Hellmann e Roger Machado para o clube. Além disso, ele também teve papel importante nas chegadas de Fred, Nenê e Paulo Henrique Ganso nas Laranjeiras.

LEIA MAIS: 

Fluminense faz contraproposta e insiste em Jean Pyerre; oferta tem opção de compra dos direitos

Matheus Babi rejeita oferta do Athletico Paranaense e abre caminho para acerto com Fluminense 

Para contratar Matheus Babi, Fluminense oferece dinheiro, lateral e mais três ao Botafogo 

Fluminense quer contratar Matheus Babi por empréstimo, mas Serra Macaense impõe condições 

Eduardo Sasha no Fluminense? O que sabemos sobre o interesse do clube no atacante do Atlético-MG