Livre no mercado, campeão da Copa América de 2011 é oferecido por intermediários a Cruzeiro e Vasco

Cristián Rodríguez rescindiu contrato com o Peñarol após quatro temporadas

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/ Conmebol

Depois rescindir seu contrato com o Peñarol, Cristián Rodríguez, está livre no mercado. Enquanto isso, seu representante trabalha para encontrar um novo destino para o atacante. O Torcedores.com apurou que o jogador de 35 anos está sendo oferecido a clubes brasileiros.

Intermediários, autorizados pela empresa Europe Sports Group, a mesma que gerencia a carreira de Jefferson Savarino, do Atlético-MG, apresentou o nome do ex-atacante da seleção uruguaia a Cruzeiro e Vasco nesta quinta-feira.

Vale lembrar que esses casos, mesmo se tratando de um jogador com rodagem internacional, são encaminhados aos responsáveis pela análise de desempenho dos clubes, que por meio de vídeos, fazem um relatório detalhado do atleta que está sendo oferecido.

Segundo informações obtidas pela reportagem, ‘Cebolla Rodríguez’, como é chamado pela imprensa uruguaia, era o jogador mais bem pago do Penãrol. No clube uruguaio, só para exemplificar, ele ganhava US$ 60 mil (R$ 398 mil, pela cotação atual) por mês.

O valor, inclusive, é considerado acima do teto salarial estipulado por Cruzeiro e Vasco para esta temporada. Afinal, os clubes tentam reduzir custos por causa das receitas limitadas em virtude da disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

De acordo com pessoas envolvidas na negociação, Cristián Rodríguez estaria disposto a costurar um acordo por um valor bem abaixo do que recebia no Peñarol para atuar no futebol brasileiro.

Craque tem apelido curioso

Tudo começou quando Cristián Rodríguez ingressou nas divisões de base do Peñarol. Canhoto, ele se destacava pela habilidade, agilidade, drible curto, velocidade e muita força. Por isso, a imprensa uruguaia resolveu chama-lo de ‘Cebolla’.

De acordo com jornalistas que acompanham a carreira do atleta, os rivais choravam ao vê-lo passar com sua técnica e destreza apuradas, razão pela qual desde então foi batizado de ‘Cebola’ e assim o resto do mundo passou a chamá-lo assim.

A carreira de Cristián Rodríguez

Considerado um dos maiores ídolos da história recente do Peñarol, Cristián Rodríguez, o ‘Cebolla’, é conhecido no mundo do futebol pelas passagens marcantes por clubes da França, Portugal, Espanha, Itália e Argentina.

Ao longo da carreira, ele defendeu o Paris Saint-Germain, Porto, Atlético de Madrid, Parma e Independiente. Contudo, teve passagem apagada no futebol brasileiro. Em 2015, foi contratado pelo Grêmio. No entanto, fez apenas duas partidas com a camisa tricolor.

Cristián Rodríguez, inclusive, empilhou taças durante sua pela Europa: Supercopa Europeia, Liga Europa, Campeonato Português, Taça de Portugal, Supertaça de Portugal. Campeonaro Espanhol, Copa do Rei, Supercopa da Espanha e Copa da França.

Pela seleção uruguaia, o atacante disputou duas edições da Copa do Mundo: 2014 e 2018. Ao lado de Edinson Cavani, Diego Forlán, Loco Abreu e Luís Suárez, venceu a Copa da América de 2011. Nesse ínterim, vestiu a camisa celeste em 110 jogos e marcou 11 gols.

LEIA MAIS: 

Especulado no Botafogo, Wellington Paulista renova contrato com o Fortaleza até 2022 

Lateral da seleção peruana é oferecido a Flamengo, Grêmio e Internacional, mas nome não empolga 

Especulado no Grêmio, ex-atacante do Cruzeiro acerta transferência para clube da MLS